Secretaria confirma 9 casos de sarampo no Ceará

Nove casos de sarampo foram confirmados
pela Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) neste ano, conforme os dados do
último boletim epidemiológico da Pasta. Desse total, cinco são
considerados casos importados e outros 4 estão em investigação para que
se descubra a fonte de infecção. Nos anos de 2016, 2017 e 2018, o Ceará
não confirmou nenhum caso da doença, mas, em agosto de 2019, a doença
voltou a ser registrada no Estado. Uma campanha de vacinaçao foi iniciada neste ano para tentar evitar a doença. 
O Ceará foi declarado livre do sarampo em 2016, após uma epidemia
iniciada em dezembro de 2013. Naquela época, foram registrados 1.052
casos confirmados até julho de 2015. A reintrodução do sarampo no Estado
em 2013, que gerou o surto entre 2013 e 2015, ocorreu com a confirmação
de um caso importado, cuja infecção ocorreu fora do Estado. 
O boletim epidemiologico revela que os casos de 2019
foram registrados em Fortaleza (5), Jaguaribe (1), lcó (1), Itarema (1) e
Cruz (1). Conforme a assessora técnica do Núcleo de Imunização da
Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), Ana Rita Cardoso, os casos que
estão em investigação são de Fortaleza (2), Itarema e Cruz. Das pessoas
afetadas, 8 são homens e uma é mulher. 
O sarampo é uma doença viral aguda similar a uma infecção do trato
respiratório superior. Segundo o Ministério da Saúde é considerada
potencialmente grave, sobretudo, quando atinge crianças menores de cinco
anos de idade. 
A transmissão do sarampo ocorre a partir de gotículas de pessoas
doentes ao espirrar, tossir, falar ou respirar próximo de pessoas sem
imunidade contra o vírus. A vacinação, ressalta a assessora técnica do
Núcleo de Imunização da Sesa, Ana Rita, é a única maneira de prevenir a
doença. Ela ressalta que a confirmação dos 9 casos preocupa e que a
forma de combater a propagação é elevar as coberturas vacinais. 
(Diário do Nordeste)

Prostituta pagou R$ 100 para quatro homens agredirem travesti no Vila Velha

O espancamento de uma travesti
no bairro Vila Velha, ocorrido no dia 29 de novembro, foi
encomendado por uma prostituta, que pagou R$ 100 para quatro homens
agredirem a vítima, de de 17 anos. Segundo a polícia, o crime foi
motivado por uma disputa por pontos de prostituição. Três pessoas foram capturadas e outras três estão sendo procuradas por envolvimento no crime. 
Um dos alvos de busca é Joelma Moura de Lima, de 47 anos, a mandante
do crime. Outro envolvido, Robert Wanderson Bezerra está sendo procurado
pelos crimes de tortura e roubo, pois confessou agredir e tomar
perteces da travesti, alegando que eram roubados. A polícia também
procura Kevin Oliveira da Silva, o homem que aparece agredindo a vítima
com um pedaço de madeira.
De acordo com o delegado Carlos Eduardo Silva de Assis, titular do 17º DP e responsável pelas investigações, a vítima não prestou Boletim de Ocorrência
pois foi ameaçada de morte por Joelma após o espancamento. Ela teria
obrigado a vítima a gravar um vídeo se retratando e insentando a
participação dos envolvidos na agressão.
Capturados
Uma mulher, Ana Vitória Guimarães, de 20 anos, e dois adolescentes
foram capturados suspeitos de participação no crime. A Polícia Civil do
do Ceará segue em buscas de outros três suspeitos. 
Ainda de acordo com a polícia, a mulher presa confessou a
participação no crime e foi indiciada por tortura, pois embora não tenha
participado diretamente do espancamento, registrou a agressão, a
publicou e impediu a fuga da vítima. 
Investigação
Ao todo, 16 pessoas foram ouvidas durante a investigação. Os
envolvidos não foram presos antes porque prestaram depoimento fora da
condição de flagrante, já que foram identificados apenas cinco duas após
o crime. Ao tsaberem que os mandados de prisão haviam sido expedidos
pela justiça, os suspeitos fugiram. 
O delegado, que antes havia descartado que o crime tivesse motivação
homofóbica. agora afirma que, analisando as imagens, podem-se ouvir
termos entendidos como homofóbicos, mas optou por seguir as
investigações em relação à tortura. “Não está descartado ainda esse
crime com relações homofóbicas ou transfóbicas. Está sendo apurado em
outros procedimentos”, afirmou o delegado.
(Diário do Nordeste)

Aplicativo da Embrapa ajuda a identificar pragas em maracujá

O Ceará é o segundo maior produtor de maracujá do
Brasil, ficando atrás apenas da Bahia, conforme dados da Empresa
Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).
São 5.497 hectares colhidos com uma produção de 94.816 toneladas.
Diante de tão relevante índice, evidencia-se a necessidade de
ferramentas que auxiliem os produtores tanto na escolha adequada das
sementes e mudas, como no controle de pragas.
Foi pensando neste último ponto que a Embrapa desenvolveu um
aplicativo para auxiliar produtores de maracujá no diagnóstico das
principais pragas e doenças desta cultura. Batizada de AgroPragas
Maracujá, a ferramenta, que está disponível em todo o Brasil, permite,
através da comparação de fotos e informações dos sintomas, identificar
alguma irregularidade no plantio. O app dispõe de um banco de imagens
com 32 pragas que afetam o cultivo do maracujazeiro, que podem ser
acessadas em diferentes fases do desenvolvimento da planta, tudo sem
conexão à internet.
As diferentes telas da ferramenta trazem as informações por
categoria: fungos, bactérias, insetos, vírus e nematoides, assim como
informações sobre as espécies de insetos ou sintomas (na parte aérea ou
subterrânea), os danos que causam, fatores favoráveis à ocorrência do
problema e as formas de controle para cada uma das pragas ou doenças.
O aplicativo foi criado a partir das informações do Guia de
Identificação e Controle de Pragas do Maracujazeiro, que fora publicado
pela Embrapa em 2017, em forma de cartilha impressa.
Para agilizar a identificação, surgiu a ideia de criar o acesso no
modo virtual. “A má qualidade da impressão no papel comum inviabilizava o
diagnóstico. Por isso, investimos no desenvolvimento do aplicativo, que
permite em tempo real o diagnóstico e controle”, explica a pesquisadora
da Embrapa Mandioca e Fruticultura (BA) Cristina de Fátima Machado. O
supervisor do Núcleo de Tecnologia da Informação (NTI) da Embrapa
Mandioca e Fruticultura, Murilo Crespo, e mais dois profissionais foram
responsáveis por desenvolver, neste ano, o AgroPragas Maracujá.
“Na medida em que fomos desenvolvendo (o app), vimos a oportunidade
de ir além e agregar recursos para facilitar este diagnóstico.
Oferecemos identificação de imagens através da tela, com buscas
virtuais”, enumera Murilo.
Disponível para smartphones com sistema Android, em menos de 15 dias
após o lançamento, o aplicativo já alcança mais de mil usuários.
“Qualquer um pode instalar e começar a usar. Não existe capacitação, um
monitoramento avançado. É um uso simples”, pontua Murilo. Um dos
destaques do sistema é a utilização de linguagem mais popular, com
variações para os nomes das pragas e doenças em até três designações. A
ideia é que abranja o máximo de regiões do País.
O agrônomo Lailson Freire, que trabalha com maracujá nas cidades de
Penaforte, Jardim e Jati, no Cariri cearense, além do município
pernambucano de Cedro, acredita que a ferramenta pode ser importante
para o produtor do nosso Estado identificar as pragas. Mas, por outro
lado, atenta que, diante da identificação das pragas, não ocorra o uso
indiscriminado de defensivos.
“Isso leva o inseto a ter resistência. O pessoal acha que só o uso de
produtos resolve. É importante que se diga a praga, mas não indique o
tipo de controle químico, apenas os biológicos”, sugere.
(Diário do Nordeste)

Idosa de 75 anos é presa pela Polícia Militar por tráfico de drogas em Camocim

Uma mulher de 75 anos suspeita de tráfico de drogas foi presa, nessa
segunda-feira (16), após uma ação da equipe do Comando de Policiamento
de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (CPRaio) da Polícia Militar do
Ceará (PMCE) em Camocim, cidade pertencente a Área Integrada de
Segurança 14 (AIS 14) do Estado. Com ela, foram apreendidas nove pedras
de crack e uma quantia em dinheiro. O caso foi registrado na Delegacia
Municipal de Jijoca de Jericoacoara.
Maria José da Costa (75), sem antecedentes, foi detida após os
militares receberem informações que em uma residência, localizada no
bairro Rodagem do Lago, uma idosa estava realizando tráfico de
entorpecentes. De posse das informações, os PMs realizaram diligências
até o local. No imóvel indicado, foram encontradas nove pedras de crack
já embaladas para serem comercializadas, além de uma quantia em
dinheiro.
O material foi apreendido pelos agentes de segurança e levado para a
delegacia que cobre a região. Na unidade policial, Maria José foi
autuada em flagrante por tráfico de drogas.
(SSPDS)

Homem morre após ser atropelado por veículo na CE 187 em Guaraciaba do Norte

Um homem de 32 anos morreu ao ser atropelado por um veículo, na CE 187, na localidade conhecida como “Sitio
Garrancho”, zona rural de Guaraciaba do Norte. O acidente ocorreu por
volta das 19h30 da quarta (18), na altura do KM 202. 
A vítima foi identificada como Juarez Duarte de Carvalho Neto, o qual
não resistiu e morreu no local.

Ao Ibiapaba 24 horas, os PMs informaram
que o motorista se evadiu deixando o veículo no local do acidente. O
corpo foi encaminhado ao IML de Sobral pela equipe da Pericia Forense
(Pefoce). O veículo foi apreendido pelos PMs da Polícia Rodoviária
Estadual (PRE). 

Ibiapaba 24 horas

Motociclista sem capacete morre em acidente no bairro Canindezinho, em Fortaleza

Um motociclista morreu ao cair
do veículo que dirigia quanto tentou se desviar de um ciclista na
Avenida Osório de Paiva, na noite desta quarta-feira (18), no bairro Canindezinho, em Fortaleza.
Segundo a polícia, testemunhas disseram que o condutor de uma moto
modelo “cinquentinha” trafegava sem capacete pela avenida quando um
ciclista atravessou a via de forma repentina. A vítima, de 62 anos ainda
tentou se desviar, mas acabou se desequilibrando e caindo no asfalto,
onde bateu a cabeça. Ele morreu no local. 
Abalados, familiares que estiveram no local não quiseram dar
entrevista à imprensa, mas relataram aos policiais que o idoso estava
voltando do trabalho e seguia em direção à sua casa, no bairro
Parangaba. O ciclista não foi localizado.
Agentes da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) foram ao
local para orientar o tráfego uma vez que uma das faixas da avenida
precisou ser bloqueada para a realização dos profissionais da Perícia
Forense.
(Diário do Nordeste)

Facção criminosa GDE está perto do fim, afirma delegado da PF

A organização criminosa cearense Guardiões do
Estado (GDE) teve as principais lideranças isoladas em presídios
federais e dezenas de outros membros presos, neste ano. Para o chefe da
Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) da Polícia Federal (PF),
delegado Samuel Elânio, a facção está perto do fim. Ontem, a GDE foi
alvo de uma nova operação policial, a ‘Reino de Aragão’.
Elânio revela que o grupo criminoso está sem chefia nas ruas. “Essa
substituição não está havendo. Algumas pessoas tentaram ocupar espaços,
mas sem muito êxito. Do meu ponto de vista, essa é uma organização que
tende a se acabar, senão já se acabou. Seja pela falta de estrutura
financeira, seja pela questão do próprio armamento. A gente chegou à
conclusão que, se existe armamento na mão dessa organização, é algo
muito ínfimo”, completa.
O coordenador do Grupo Especial de Combate às Organizações Criminosas
(Gaeco), do Ministério Público do Ceará (MPCE), promotor de Justiça
Rinaldo Janja, prega cautela sobre o fim dos Guardiões do Estado: “Essa
facção sofreu vários golpes, no ano passado e nesse ano. Mas os órgãos
de investigação e de repressão têm que ficar vigilantes, para que não
haja essa sucessão dentro da facção”.
A GDE nasceu no bairro Conjunto Palmeiras, em Fortaleza, no ano de
2015, a partir de uma torcida organizada de futebol. Nos anos seguintes,
a facção travou uma guerra sangrenta com o Comando Vermelho (CV), em
todo o Estado, pelo domínio do tráfico de drogas, a ponto de o número de
homicídios ultrapassar 5 mil em 2017.
O início de 2018 foi marcado por matanças. Os Guardiões do Estado
foram apontados como autores da Chacina das Cajazeiras e da Chacina do
Benfica, que deixaram o total de 21 mortos na Capital. Mas no segundo
semestre daquele ano, o Estado começou a reduzir os índices de mortes
violentas – o que se repete até hoje.
A maior onda de ataques a instituições públicas e privadas, com mais
de 200 ocorrências, foi registrada em janeiro e fevereiro de 2019. GDE,
CV e Primeiro Comando da Capital (PCC) estavam por trás dos incêndios
criminosos. O Estado foi obrigado a combater, com mais ênfase, as
facções criminosas. E uma das medidas adotadas foi a transferência das
lideranças dos grupos criminosos para presídios federais de segurança
máxima.
Os seis principais líderes da GDE, segundo a Polícia, já estão
detidos em outros estados: Ednal Braz da Silva, o ‘Siciliano’; Francisco
de Assis Fernandes da Silva, o ‘Barrinha’ ou ‘Guardião’; Francisco
Tiago Alves do Nascimento, o ‘Magão’ ou ‘Juara’; Marcos André Silva
Ferreira, o ‘Branquinho’ ou ‘Dedé’; Yago Steferson Alves dos Santos, o
‘Supremo’ ou ‘Gordão’; Deijair de Souza Silva, o ‘Mestre’ ou ‘De Deus’.
Cada membro da alta cúpula era dono de um anel templário de ouro, com a
inscrição da abreviação do apelido, avaliado em R$ 7 mil.
Liderança
O principal alvo da Operação ‘Reino de Aragão’ era ‘Siciliano’, que
teve um mandado de prisão preventiva cumprido. A investigação descobriu
que ele – mesmo preso em Pernambuco – deu ordens em uma nova série de
ataques, ocorrida no Ceará, em setembro deste ano. Desta vez, a GDE foi a
única responsável por pelo menos 115 atos criminosos, de acordo com as
autoridades.
‘Siciliano’ foi localizado na Operação Torre, deflagrada também pela
PF e pelo Gaeco, em 26 de setembro último, para prender os responsáveis
por ataques a torres de transmissão de energia, em Fortaleza e
Maracanaú, em abril deste ano. A partir de decisão judicial, ele foi
transferido de um presídio estadual de Pernambuco para uma unidade
federal.
“Diante do trabalho realizado em setembro, nós chegamos a uma pessoa,
que estaria presa em Pernambuco. Com as informações que colhemos
durante as buscas e a própria prisão, identificamos que essa mesma
pessoa estava envolvida não só nos ataques em setembro, como em outras
ordens, inclusive colocando em risco a vida de pessoas do Poder do
Estado, autoridades, e planos de fuga do presídio”, afirma o delegado
federal Samuel Elânio.
Advogada
Um mandado de prisão preventiva também foi cumprido, ontem, contra a
advogada Elisângela Maria Mororó, que já estava detida em um presídio de
Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). Ela foi presa no
Município de Catarina, no dia 13 de novembro último, por suspeita de
vender cocaína por R$ 15 mil, o quilo. Na residência onde a mulher
estava, que seria de propriedade de um líder da organização criminosa,
foram apreendidos uma pistola e 500g da droga.
Segundo Elânio, a atuação da advogada na GDE se dava “de diversas
formas”. “Levando e trazendo recado, trocando mensagens com aquele preso
em Pernambuco. Não seria uma mera integrante, ela participava
diretamente da situação. Não propriamente dos ataques (execução), mas
ela seria uma das mentoras de tudo que ocorreu no Estado neste ano, em
relação aos ataques das organizações criminosas”, explica.
Operação
A ‘Operação Reino de Aragão’ foi deflagrada pela PF e pelo Gaeco, com
apoio das polícias Civil e Militar, da Secretaria da Segurança Pública e
Defesa Social (SSPDS), da Secretaria da Administração Penitenciária
(SAP) e do Departamento Penitenciário Nacional (Depen).
O objetivo era o cumprimento de 31 mandados de prisão preventiva e 20
mandados de busca e apreensão, no Ceará, Pernambuco, Paraíba, Rio
Grande do Norte e Paraná, expedidos pela Vara de Delitos de Organizações
Criminosas da Justiça do Estado do Ceará. Cerca de 140 policiais (sendo
80 federais, 50 militares e 10 civis) participaram da Operação. Dez
mandados de prisão foram cumpridos, sendo seis contra alvos que já
estavam no cárcere e quatro contra pessoas soltas, até o fechamento
desta matéria.
Na ação, foram apreendidos computadores, aparelhos celulares, munições e pequena quantidade de cocaína.
No Ceará, os mandados foram cumpridos em Fortaleza, Maranguape e
Juazeiro do Norte. Mais especificamente na Capital, os alvos estavam
localizados tanto na periferia como na área nobre. Entre os bairros
visitados pelos policiais, estão Vicente Pinzón, Conjunto Palmeiras,
Lagamar, Autran Nunes e Meireles. Os investigados irão responder,
conforme a conduta, pelos crimes de dano, incêndio e organização
criminosa.
O nome da Operação faz referência ao principal alvo da investigação.
“Siciliano nos remete à Sicília, região da Itália. Há muito tempo, a
região da Sicília, junto com a região da Espanha, foi comandada pelo
imperador Aragão. E a região de Sicília, como outras regiões próximas,
ficou conhecida como ‘Reino de Aragão'”, esclarece o delegado federal
Samuel Elânio.
Integração
O chefe da Delegacia Regional de Combate ao Crime Organizado (DRCOR),
delegado Paulo Henrique Oliveira, ressaltou o trabalho integrado dos
órgãos no enfrentamento às facções criminosas:
“A integração é fundamental para esse tipo de combate. A gente tem
feito e aperfeiçoado, cada vez mais, essa união de forças, para tentar
trazer um estado de paz para a comunidade cearense”.
O promotor Rinaldo Janja destacou também a importância da criação da
SAP e do trabalho realizado nos presídios do Ceará para frear as
facções: “Como é adotada a disciplina e a fiscalização pela Secretaria
da Administração Penitenciária, barrou a comunicação do presídio para a
rua”.

(Diário do Nordeste)

Governo do Ceará anuncia voos regionais para 8 municípios

O Governo do Ceará fechou nesta quarta-feira (18) um acordo com a GOL
Linhas Aéreas que garantirá voos regionais a oito municípios cearenses.
A partir de 1º de fevereiro, a Capital estará ligada a Sobral, São
Benedito, Tauá, Crateús, Iguatu e Aracati, semanalmente, e ganhará três
voos diários para Jericoacoara e dois voos diários para Juazeiro do
Norte. A companhia irá ofertar também três voos diários para Natal (RN).
“Pra nós essa conquista é muito importante porque vamos interiorizar a
conectividade do nosso hub em Fortaleza para oito cidades do Ceará.
Vamos poder comprar uma passagem de Crateús para Paris, por exemplo.
Ampliando as possibilidades para os cearenses. A GOL tem sido uma grande
parceira do Estado, que tem crescido à frente do Brasil no turismo. Os
voos também vão movimentar a economia, gerando mais emprego e renda para
o cearense”, destaca o governador Camilo Santana.
Serão ao todo 48 frequências semanais no Ceará, distribuídas em
Juazeiro do Norte (2 voos diários), Jericoacoara (3 voos diários),
Sobral (3 semanais), São Benedito (2 semanais), Tauá (2 semanais),
Crateús (2 semanais), Iguatu (2 semanais) e Aracati (2 semanais). Os
voos serão operados por aeronaves Grand Caravan, da empresa Two Flex,
que têm capacidade para nove passageiros. A exceção são os voos para
Juazeiro do Norte, que serão operados com aviões ATR 72, da VoePass,
para 72 passageiros.
Cláudio Borges, diretor de Relações Institucionais da GOL, explica
que todas as operações são de responsabilidade da companhia, que irá
comercializar as passagens. “Isso é o que chamamos de compra de
capacidade. Os cearenses vão poder sair de Iguatu para Tóquio,
usufruindo das conexões do hub Air France/KLM e GOL. É um grande passo
na consolidação do hub, do nosso trabalho em conjunto, pois sabemos da
importância que o turismo tem no crescimento do estado. Com essa nova
fase, vamos dar acesso ao transporte aéreo a várias pessoas que não
tinham essa possibilidade”, disse o diretor da GOL, durante conference
call com o governador Camilo Santana e o secretário Arialdo Pinho.
(Governo do Estado do Ceará)

Crianças são transportadas por aeronaves da Ciopaer em ações distintas no Ceará

Dois transportes aeromédicos foram realizados pela Coordenadoria
Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) da Secretaria da Segurança
Pública e Defesa Social do Estado do Ceará (SSPDS/CE), nessa terça-feira
(17). Durante as ações, que ocorreram em duas regiões diferentes do
Estado, foram transportados um recém-nascido e uma criança de quatro
anos.
O primeiro caso ocorreu em Milhã, na Área Integrada de Segurança 20
(AIS 20) do Ceará, quando a aeronave Fênix 07 foi acionada para a
remoção de uma criança de quatro anos, que estava na garupa de uma
motocicleta que colidiu com uma segunda moto, na zona rural do
município. Na ocasião, o menino estava com o pai que conduzia o veículo.
Já na segunda motocicleta estava um casal, que também ficou ferido.
Todos foram socorridos, mas em razão do estado clínico de maior
gravidade da criança, que estava com traumatismo cranioencefálico (TCE),
o helicóptero da Ciopaer, que estava na base de Juazeiro do Norte (AIS
19), foi acionada. O transporte até o Instituto Doutor José Frota (IJF),
em Fortaleza, levou 1h05min.
O segundo acionamento foi o transporte de um recém-nascido prematuro
extremo, de quatro dias de vida, que foi levado de Sobral (AIS 14) até
Fortaleza. A aeronave utilizada foi a Fênix 08 e o tempo de duração da
viagem foi de uma hora.

(SSPDS)

Ipueiras-CE: Polícia Civil prende acusado de ter executado o filho do ex-vereador Mourão Neto

Policiais da Delegacia de Polícia Civil de Ipieiras, tendo a frente o Delegado Dr Ivanildo e equipe, juntamente com a polícia militar Sargento Robério e SD Lucas Braga, prenderam na tarde desta terça-feira (17/12), em Ipuieiras, o desempregado José Carlos Barcelar, 49 anos. 
Policiais civis foram até a residência do acusado onde deram cumprimento a um mandado de busca e apreensão na casa do acusado, bem como cumpriram um mandado de prisão contra José, acusado de ter assassinado a pessoa de Marquinhos (filho do ex vereador Mourão Neto) do município de Ipueiras, crime que aconteceu no dia 19 de junho de 2019, na lLocalidade de Mirador.

Na época o crime repercutiu muito, uma vez que a vítima pertence à uma tradicional família de Ipueiras e seu pai Mourão Neto já exerceu o cargo de vereador por alguns mandatos no referido município.

A polícia civil passou a investigar o caso, e após ouvir vários depoimentos de testemunhas a polícia concluiu que José Carlos Barcelar teria sido o executor, ou seja, a pessoa que teria executado Marquinhos.

O delegado Dr Ivanildo representou pela prisão do acusado e a justiça atendeu o pedido do delegado, decretando a prisão do elemento.

Após ser preso José Carlos Barcelar foi encaminhado para a delegacia de polícia civil de Ipieiras de onde será encaminhado para um presídio.

Em conversa com a reportagem do Blog Ipaporanga Notícias, o Delegado Dr Ivanildo, disse que a pessoa de José Carlos Barcelar foi o executor a pessoa que atirou e matou a vítima Marquinhos.
O Delegado disse ainda, que o acusado é procedente do Rio de janeiro, porém recentemente morou em Nova Russas, e atualmente se encontra morando em Ipueiras.

Dr Ivanildo disse também que a polícia apurou que José Carlos matou a vítima a mando de alguém, mais que até o momento o mandante do crime e a motivação ainda e desconhecida, pois a pessoa de Zé Carlos nega a autoria, afirma que não tem nada a ver com o caso, e permanece calado sem entrar em detalhes sobre o crime.

O José Carlos já está preso, mesmo ele negando tudo, nós vamos logo logo conseguir chegar até o mandante do crime, bem como desvendar a motivação, o por que o Marquinhos foi morto, bem como também chegar até os outros elementos que participaram da execução, concluiu Dr Ivanildo ao Blog Ipaporanga Notícias.

DEPOIMENTO: Em seu depoimento, José Carlos disse : Que está desempregado pois está usando tornozeleira eletrônica, não conseguindo arrumar trabalho; Que tem três filhos menores que está sob os cuidados da sua genitora no Rio de janeiro, Que já foi preso por embriaguez ao volante e por mandado de prisão por receptação.
Blog Ipaporanga Notícias