Valor do IPVA 2020 terá queda de 4,29% no Ceará

 
 
O IPVA (Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores) do próximo
ano ficará 4,29% mais barato ante 2018, anunciou nesta segunda-feira
(16) a titular da Secretaria da Fazenda do Ceará (Sefaz-CE), Fernanda
Pacobahyba. Os contribuintes que efetuarem o pagamento da cota única até
o dia 31 de janeiro terão desconto de 5%.
Depois do prazo, os proprietários de veículos poderão parcelar o valor
em até cinco vezes, com vencimento nos dias 10 de fevereiro, 10 de
março, 13 de abril, 11 de maio e 10 de junho. O valor de cada parcela
não poderá ser inferior ao valor de R$ 20.
A explicação para a redução se deve à desvalorização anual dos veículos,
já que o imposto é calculado sobre o valor deles. As alíquotas do IPVA
variam de 1% a 3,5% sobre o valor total dos veículos.
Conforme o órgão, a maior parte da frota de veículos do Ceará tem
percentual de alíquota de 3,5%. A Sefaz-CE também informou que
motocicletas, motonetas, ciclomotores, triciclos de até 152 cilindradas
pagarão a alíquota de 2%.
Por sua vez, os veículos de grande porte, como ônibus, micro-ônibus, caminhões e veículos de locadoras, pagarão 1%.
Além disso, os bancos que farão parte da rede arrecadadora incluem Banco
do Brasil, Caixa Econômica, Banco do Nordeste, Bradesco, Santander,
Itaú, casas lotéricas e a rede Pague Menos.
Em relação à isenção do imposto, os contribuintes que estão incluídos
nessa faixa são: pessoas com deficiência (PcD); proprietários de
máquinas agrícolas; táxi, ônibus de transporte urbano e metropolitano,
além de veículos com mais de 15 anos de fabricação.
“Meu IPVA”
Os contribuintes também poderão fazer consultas no aplicativo “Meu
IPVA”, além de emitir o Certificado de Arrecadação do Estado (DAE),
através da plataforma, que está disponível no Play Store e App Store.
Arrecadação
No próximo ano, cerca de 2,29 milhões de veículos serão tributados no
Estado, gerando arrecadação na ordem de R$ 1 bilhão. Do total, 50% será
destinado ao Tesouro Estadual e a outra metade será direcionada aos
municípios onde os veículos estão licenciados. 
 
O POVO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *