Trio suspeito de cometer homicídio em Novo Oriente é preso em menos de duas horas

Três homens envolvidos em um crime de homicídio ocorrido, na noite
dessa terça-feira (10), foram capturados em menos de duas horas após o
fato. As Polícias Civil e Militar tomaram ciência do crime e
imediatamente saíram em busca dos homens, que foram presos com a arma
possivelmente utilizada para efetuar os tiros contra Antonio Francisco
Pereira de Sousa (25), sem antecedentes. O caso aconteceu no município
Novo Oriente, na Área Integrada de Segurança 16 (AIS 16). O trio vai
responder por homicídio qualificado.
A vítima estava na calçada de casa quando, por volta das 19h, dois
homens se aproximaram e a alvejaram. De imediato, equipes das Polícias
Civil do Estado do Ceará (PCCE), por meio da Delegacia Municipal de Novo
Oriente, com apoio do Núcleo Avançado de Inteligência (NAI) da
Delegacia Regional de Crateús, e da Polícia Militar do Ceará (PMCE) do
município iniciaram as diligências visando capturar os autores do crime.
Os suspeitos foram localizados em uma propriedade da localidade de
Morgado, na zona rural.
Manoel Francisco de Souza (61), sem passagem pela Polícia, atendeu as
equipes policiais e demonstrou nervosismo. Diante da suspeita, os
policiais solicitaram permissão para adentrar o imóvel. Em um dos
quartos da propriedade, escondidos embaixo de uma cama, estavam Mateus
Rodrigues Vieira (19), sem antecedentes, e Francisco de Assis Facundes
Pereira (29), com passagens por tráfico de drogas, tentativa de furto e
posse/porte de arma de fogo de uso restrito.
Em vistoria pela casa, os policiais encontraram a possível arma
utilizada para cometer o crime: um revólver calibre 38, com cinco
munições deflagradas e uma intacta. O armamento será encaminhado para a
Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) e será objeto de perícia.
Diante das evidências, o trio foi conduzido para a Delegacia Municipal
de Novo Oriente, onde o flagrante foi lavrado. Além disso, um veículo e
uma quantia de R$ 5.228 também foram recolhidos e apresentados à
delegacia.
A Polícia Civil apura o caso no intuito de descobrir a motivação e a
participação de cada um dos presos, bem como identificar a participação
de outras pessoas no crime. A Delegacia Municipal de Novo Oriente
reforça que a população pode contribuir com as investigações repassando
informações que possam ajudar na elucidação do caso.
Manoel, Mateus e Francisco de Assis vão responder por homicídio
qualificado por ter sido cometido mediante paga ou promessa de
recompensa, ou por outro motivo torpe e à traição, por emboscada, por
meio de recurso que dificulte ou torne impossível a defesa do ofendido.

(SSPDS)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *