Polícia Civil desmonta esquema de tráfico de drogas que abastecia municípios do Cariri

A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), por meio de uma investigação
conduzida pelo Núcleo de Combate ao Tráfico de Drogas (NCTD) da
Delegacia Regional de Juazeiro do Norte, desmontou um esquema de tráfico
de drogas cujos integrantes se organizavam para abastecer municípios do
Cariri cearense com entorpecentes. Nesta terça-feira (17), com apoio da
Delegacia Regional de Crato, foram cumpridos 11 mandados de prisão
preventiva, três mandados de busca e apreensão, o seqüestro de dois
imóveis e a apreensão de um automóvel. Durante a operação policial,
foram apreendidos 2,2 kg de cocaína, um revólver calibre 38, 20
munições, uma motocicleta e mais de 6 mil reais em espécie.
As investigações sobre a atuação do grupo criminoso iniciaram com a
prisão de Francisco Alex Leite dos Santos (23), em agosto de 2018. Em um
imóvel na Rua dos Universitários, os policiais apreenderam 8 kg de
crack e cocaína. Ao aprofundarem as apurações a partir desse caso, os
investigadores se debruçaram e reuniram provas da atuação de cada
integrante no esquema. Preso desde 2016, o responsável pela organização
foi identificado como Cosmo Machado de Oliveira (37), o “Alemão”, com
passagens por moeda falsa, adulteração de sinal identificador de veículo
e tráfico de drogas. Ele é companheiro da tia de Alex, identificada por
Dasdores Rosilene Alves dos Santos (33), que responde a uma ação penal
por tráfico. Para a Polícia Civil, ela ficou encarregada de executar as
tarefas em nome do companheiro no esquema criminoso.
De acordo com o titular do NCTD, Felipe Marinho, o grupo trazia a
droga de Fortaleza por via terrestre até a cidade de Lavras da
Mangabeira, na Área Integrada de Segurança 19 (AIS 19). “Após a chegada
da droga numa propriedade que servia como laboratório, os integrantes
misturavam outros insumos para aumentar a droga e revendê-la em Juazeiro
do Norte e Crato, principalmente”, conta o delegado. Os demais
integrantes, segundo as apurações, eram responsáveis pelo transporte e
abastecimento dos entorpecentes.
Foram presos nesta manhã: Felipe Ytalo Duarte de Sousa (26), o
“Girafa”, com três passagens por tráfico de drogas; Sebastião Freire de
Aguiar (64), com antecedentes por maus-tratos e tráfico de drogas;
Lidiane Saboia de Aguiar (28), com passagens por tráfico e associação
para o tráfico de drogas; Wilson Agostinho de Santana (21), com duas
passagens por tráfico, uma por crime contra a administração pública e um
roubo; e Paulo Teles Tomas Neto (43). Também foram cumpridos mandados
contra outras seis pessoas que já se encontravam presas. São elas:
Francisco Wilton dos Santos Ribeiro (33), Maria do Socorro Agostinho de
Cardoso (36), Maria Agostinho de Cardoso (36), Paulo Rodrigues de
Sampaio (58), Cosmo Machado de Oliveira (37), o Alemão”, e Dasdores
Rosilene Alves dos Santos (33)
Ainda durante o cumprimento dos mandados, um auto de prisão em
flagrante foi instaurado pelo crime de tráfico de drogas, em Juazeiro do
Norte. No imóvel onde Felipe Ytalo e a companheira dele, Francisca
Romana Oliveira (26), que não tinha antecedentes criminais, foram
presos, a Polícia Civil recolheu 2,2 kg de cocaína, uma balança de
precisão, um revólver calibre 38, 20 munições, uma motocicleta e mais de
seis mil reais em espécie. Ainda foram sequestrados duas residências
que pertencem a “Alemão”, nas ruas dos Universitários, em Juazeiro, e na
Rua Moacir Gondim Lossio, no Crato.
Com as prisões de hoje, a Polícia Civil desarticulou o esquema de
tráfico de drogas na região e mantém as investigações no sentido de
identificar outras pessoas que colaboravam com os investigados. A
Polícia Civil ressalta que a população pode contribuir com informações
que identifiquem suspeitos de envolvimento com o tráfico de drogas. As
denúncias podem ser feitas pelo número 181, o Disque Denúncia da
Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou ainda para o
número (88) 99997-7275, que é WhatsApp do Núcleo de Combate ao Tráfico
de Drogas (NCTD) de Juazeiro do Norte. O sigilo e o anonimato são
garantidos.

(SSPDS)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *