Mulher mata marido e justifica crime: não aguentava mais ser xingada por ele


Uma mulher de 43 anos foi presa na
aldeia de Ñu Verá, na cidade de Dourados, no Mato Grosso do Sul, após esfaquear
o próprio marido com um punhal durante discussão na terça-feira (10).

Sem identidade revelada, a
indígena confessou o crime assim que a polícia e o Serviço de Atendimento Móvel
de Urgência ( Samu ) foram chamados no local. Ela alegou que
os dois tinham bebido antes de se desentender, disse que não aguentava mais ser
xingada pelo marido e por isso decidiu esfaqueá-lo.

O homem, que também tinha 43
anos, chegou a ser socorrido, mas morreu. A mulher foi autuada por homicídio
qualificado
 na Delegacia de Pronto Atendimento de Dourados. Ela está à
disposição da justiça e deve responder processo.
iG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *