Médicos da UPA de Juazeiro do Norte pedem demissão em massa por atraso salarial

Profissionais de saúde que atendem na Unidade de Pronto Atendimento
(UPA), do bairro Limoeiro, em Juazeiro do Norte, na Região do Cariri,
pediram demissão em massa nessa última quarta-feira (14). Já são nove
médicos que deram entrada no pedido de desligamento e não atuam mais na
unidade de saúde. A informação foi confirmada pelo Sindicato dos Médicos
do Ceará que acompanha o caso.
Segundo Edmar Fernandes, presidente da entidade, os médicos já estão
sem receber salário há dois meses e sem aumento salarial há pelo menos
sete anos. “Às vezes o atraso chega a três meses. Nunca regulariza,
sempre tem atraso e aí quando os médicos viram que a Prefeitura não
tinha intenção de regularizar a situação, resolveram pedir demissão”,
esclareceu. 
A Prefeitura de Juazeiro da Norte, por meio da Secretaria da Saúde,
emitiu posicionamento informando que está esperando repasses financeiros
do Ministério da Saúde e, por isso, não realizou ainda o pagamento ao
Instituto Médico de Gestão Integrada (Imegi), empresa de gestão de
unidades hospitalares que é responsável pela UPA do bairro Limoeiro. O
Sistema Verdes Mares solicitou maiores informações sobre o caso ao
Ministério da Saúde mas não recebeu respostas até a publicação desta
matéria.
Sem interrupção
Conforme a Secretaria da Saúde do Município, os atendimentos seguem
sendo realizados com remanejamento de equipes. Paras as vagas dos
plantonistas que pediram demissão, a Pasta informou que a lacuna
será preenchida com contratação de substitutos. A Secretaria informou
ainda que “está dando o apoio necessário para que os serviços à
população não sejam prejudicados, inclusive com manutenção de
plantonista extra no local”. 

(Diário do Nordeste)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *