Mãe que abandonou bebê dentro de sacola em Quiterianópolis é identificada pela Polícia Civil e MPCE

A mãe que abandonou uma criança recém-nascida dentro de uma sacola plástica em um terreno
baldio, no município de Quiterianópolis, foi identificada pela Polícia
Civil e o Ministério Público do Ceará (MPCE), na tarde desta
quinta-feira (12). O caso foi registrado no último domingo (8).
No início da semana, de acordo com a conselheira tutelar Fabiana
Soares, uma idosa que mora ao lado do terreno acordou com o choro da
bebê e achou a recém-nascida dentro da sacola. A criança ainda estava
com cordão umbilical e placenta. 
Segundo o promotor de Justiça auxiliar de Crateús, José Haroldo dos
Santos Silva Júnior, que responde pela comarca de Quiterianópolis, os
pais da jovem procuraram o MPCE nesta quinta para confirmar que a
recém-nascida é neta deles. Segundo o promotor, eles não sabiam que a
filha, de 18 anos, estava grávida e acreditam que ela escondeu a
gestação por medo. 
Medida protetiva
O MPCE informou, por meio de nota, que a 6ª Promotoria de Justiça de
Crateús, entrou com uma ação solicitando uma medida protetiva para a
recém-nascida acolhida no Abrigo Aconchego, em Crateús, tendo em vista
que a criança poderia receber alta do Hospital São Lucas, onde está
internada. Segundo o MPCE, foi requisitada a instauração de Inquérito
Policial visando a apuração do fato delituoso, enquadrado como abandono
de incapaz.  
O órgão afirmou também que expediu ofícios ao Centro de Referência
Especializado de Assistência Social  (Creas) e ao Conselho
Tutelar requerendo que fossem empregadas investigações no sentido de
verificar se a família tem condições de acolher a criança, bem como
acompanhar toda essa aproximação. De acordo com o órgão, o intuito é dar
preferência à família natural e à proteção integral da criança.  
Depoimento da mãe à polícia
O promotor afirmou que tanto a jovem como a recém-nascida ainda se
encontram hospitalizadas. José Haroldo não soube repassar o estado de
saúde da criança. Sobre a mãe, o promotor afirmou que a jovem deve
receber alta médica no início da próxima semana e será encaminhada até a
Delegacia Civil de Quiterianópolis (14ª Região) onde prestará
depoimento.  
Em nota, a Polícia Civil confirmou que a identificação da mãe e afirmou que as circunstâncias do caso serão investigadas.

(Diário do Nordeste)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *