Justiça prorroga por mais 30 dias prazo para conclusão de inquérito sobre queda do Edifício Andrea

A Justiça do Ceará prorrogou por mais 30 dias o prazo para que seja concluído o inquérito que apura as causas do desabamento do Edifício Andrea, em Fortaleza. O prédio desabou no dia 15 de outubro no bairro Dionísio Torres, deixando nove mortos e sete pessoas feridas.
A promotora Ana Cláudia de Morais confirmou a informação nesta
segunda-feira (2). De acordo com ela, o inquérito é de grande
complexidade e exige mais tempo para ser concluído. “É preciso colher
mais depoimentos de testemunhas e vítmas, realizar perícias para poder
se chegar a uma decisão de culpabilidade e entrar com uma ação criminal
contra os responsáveis”, disse.
Anteriormente, a própria Polícia Civil havia solicitado à Justiça a
prorrogação do prazo para concluir as investigações. O Ministério
Público do Ceará (MPCE) já havia dado parecer favorável à prorrogação. 
Tragédia 
O Edifício Andrea, de sete andares, desabou na manhã do dia 15 de
outubro, por volta das 10h30, no cruzamento da Rua Tomás Acioli com Rua
Tibúrcio Cavalcante, no Bairro Dionísio Torres, em Fortaleza. Nove
pessoas morreram e sete ficaram feridas.
Momentos antes de a estrutura colapsar, operários destruíram o concreto das colunas que sustentam a estrutura.

(Diário do Nordeste)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *