Assaltantes fogem da polícia com reféns em capô de caminhonete em SC

Pelo menos sete pessoas foram feitas reféns e usadas como escudo humano por um grupo criminoso em Vidal Ramos,
no Vale do Itajaí, durante um assalto a agências bancárias na manhã
desta quarta-feira (4). Dois homens ficaram feridos e ninguém foi preso.
No início da tarde, os reféns já haviam sido liberados. Até as 15h30, a
polícia buscava os criminosos. 
De acordo com a Polícia Militar, por volta das 11h o grupo fez vários
disparos para assustar os moradores do município de pouco mais de 6 mil
habitantes. Eles chegaram a fazer um escudo humano na frente das duas
agências: um banco e uma cooperativa de crédito. 
A cooperativa Cresol afirmou através da assessoria de imprensa que
presta toda a assistência necessária aos funcionários e clientes que
estavam na agência quando houve o assalto. Disse também que faz o
levantamento, junto com a polícia, da quantia roubada. O G1 entrou em contato com a assessoria do Banco do Brasil e, até a última atualização desta reportagem, não obteve resposta. 
A princípio, havia pelo menos quatro criminosos com armas longas,
conforme a PM. Os assaltantes fugiram em uma caminhonete preta com
reféns: dois ficaram deitados de bruços no capô, uma pessoa na lateral
esquerda do carro e outras três na caçamba. A PM diz que ainda havia um
sétimo refém
A polícia ainda não explicou por quanto tempo os reféns ficaram nessa
situação, ou para onde foram levados. A Delegacia de Polícia de
Ituporanga, que fica a cerca de 30 quilômetros de Vidal Ramos, informou
que os reféns já foram liberados, mas não deu detalhes sobre como isso aconteceu.
(G1)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *