Ministério Público realiza segunda fase da operação rachadinha em Crateus, cumpre mandados de busca e prende 3 pessoas

Na manhã desta terça-feira (19) por volta das 05h30 foi realizada uma
operação na cidade de Crateús que cumpriu mandados de busca, apreensão e mandados de prisão. 
A operação é a segunda fase da operação denominada
de Rachadinha, que teve a primeira etapa realizada a cerca de um mês
atrás. No trabalho realizado hoje pela manhã participaram três promotores
de Justiça sendo, Dr Lázaro, Dr Ivan e Dr José Haroldo. Também
participaram do trabalho, inspetores da policia civil, três Delegados de
polícia, um oficial da PM, policiais do raio e da força tática. 
De
acordo com doutor Lázaro eram seis alvos a ser cumpridos, dentre eles 3
com mandado de prisão preventiva. 5 mandados de busca e apreensão e
todos os seis tinham ordens para afastamento das funções públicas,
baseados em investigações de desvio de dinheiro público.
De acordo com as
informações, eram contratados servidores e os mesmos eram obrigados a
repassar parte de seus Salários a alguns servidores indiciados. Três
pessoas foram presas preventivamente. Todas ligadas à secretaria
educação. Foi cumprido também mandado de busca e apreensão na sede da
secretaria educação e nas residências dos envolvidos. Foram apreendidos
celulares e outros produtos. 
Dois diretores de escolas municipais foram
afastados de suas funções, pois eles, segundo informações também estariam
fazendo parte do esquema fraudulento. Nas residências dos mesmos também
foram cumpridos mandados. Segundo informações, os diretores das escolas
de Patos e Ibiapaba foram os dois afastados. Ainda de acordo com Lázaro,
cerca de 60 pessoas estariam envolvidas no esquema. 
Essas pessoas estão
sendo investigadas e a maioria poderá ser ouvida como testemunha, mas
caso não colaborarem poderão também ser indiciados, pois essas pessoas
eram contratadas, estariam recebendo um valor e entregando parte desses
Salários para as pessoas acusadas.
O Ministério Público teve acesso a
dados bancários das pessoas envolvidas e de acordo com Dr Lázaro após a
primeira operação pessoas foram ameaçadas e orientadas a mentirem em
seus depoimentos, inclusive ainda segundo informações, dados de
computadores da secretaria de educação foram apagados. 
Outros dados
foram alterados. Os investigados recebiam parte dos salários das pessoas
contratadas e alegavam que o dinheiro seria repassado para uma terceira
pessoa, só que essas pessoas não existiam.Segundo o Ministério Público,
de início está descartada a participação da gestão Municipal, da
secretária de educação no esquema, por sinal, segundo o Ministério
Público a mesma ficou surpresa quando tomou conhecimento do esquema
fraudulento e foi ouvida inclusive como testemunha. Segundo ainda o
Ministério Público as pessoas acusadas chegaram a construir provas
falsas para dificultar as Investigações.Todos os dados estão gravados e
de acordo com o Ministério Público existem várias provas que comprovam o
esquema. 
O trabalho está sendo feito pelo Ministério Público e pelo
juiz da 3ª Vara Doutor Marcos Aurélio que expediu os mandados. Segundo o
Ministério Público existem provas fortes contra as pessoas acusadas.
Entre as pessoas presas está a esposa do vereador Deusimar que foi Alvo
na primeira fase da Operação realizada em Crateús. Ele por sinal está
sendo investigado. Um dos acusados estava tendencioso a deixar a cidade
de Crateús.Segundo informações ainda, a participação dos diretores de
escolas eram contratar pessoas e daí falsificavam dados e também parte
dos salários eram destinados para as pessoas acusadas. 
Ainda de acordo
com o Ministério Público a secretaria de educação quando tomou
conhecimento que poderia estar acontecendo esse fato marcou uma reunião
com diretores e os mesmos teriam feito uma reunião antes para combinar o
quê diriam. O fato segue em segredo de Justiça.As pessoas presas foram:
Antônia Monalisa Pinheiro da Paz Chaves Ana Cláudia Teles da ponte e
Luan Júnior Araújo Feitosa. Segundo informações,todos os presos são
funcionários da Secretaria de Educação do Município de Crateus.
(Tony Sales)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *