Chama o VAR: deputados querem liberação de áudios de todos os jogos

 

A
polêmica dos árbitros de vídeo chega nesta terça-feira (19) à Câmara
dos Deputados, em Brasília, em uma sessão da Comissão de Esporte — com
participação dos presidentes da Comissão Nacional de Arbitragem da
Confederação Brasileira de Futebol, Leonardo Gaciba, e da Associação
Nacional dos Árbitros de Futebol, Salmo Valentim.

E a tabelinha
para organizar a audiência veio direto do Rio de Janeiro, com uma troca
de passes entre Doutor Luizinho (PP), Hélio Lopes (PSL) e Flordelis
(PSD).

O estado está no centro das discussões sobre o recurso: além de um projeto na Câmara do Rio para proibir o uso de aparelhos eletrônicos nas partidas realizadas na capital, o maior time fluminense é ora visto como prejudicado, ora como impulsionado pelo VAR.

São
principalmente duas questões a serem debatidas amanhã: a liberação dos
áudios das cabines em todos os jogos, e o sorteio dos árbitros que ficam
na cabine — assim como os que comandam o apito em campo.

Aliás, as duas propostas estão em projetos de lei de Doutor Luizinho para alterar o estatuto do torcedor:

“O
VAR é uma realidade do futebol mundial que pode mudar o resultado de um
jogo. É preciso dar mais transparência e tratá-lo com a importância que
hoje tem”, justifica o deputado.

EXTRA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *