Polícia Civil realiza operação e prende chefe do tráfico de drogas em Baturité

Uma ação policial desenvolvida por policiais civis da Delegacia
Regional de Baturité, na Área Integrada de Segurança 12 (AIS 12) do
Estado, na manhã desta quinta-feira (25), resultou na prisão de um homem
suspeito de chefiar o tráfico de drogas no morro São Francisco, na
periferia de Baturité. O esquema criminoso passou a ser desarticulado em
maio deste ano, após seis meses de investigações.
Francisco Eldeson dos Santos Silva (27), vulgo “Tete”, que já
responde por tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo, foi
capturado em uma residência no morro São Francisco. Com ele, a Polícia
apreendeu mais de R$ 500 em dinheiro trocado, além de aparelhos
celulares. Contra “Tete”, existia um mandado de prisão em aberto
solicitado pela delegacia regional de Baturité. A prisão dele é
continuação de uma operação iniciada em maio deste ano, quando outro
traficante foi preso. “Tete” é investigado pelos crimes de tráfico e
associação para o tráfico de drogas, organização criminosa e corrupção
de menor.
Ação anterior
Em maio deste ano, a Polícia Civil prendeu Weverthon Miranda dos
Santos (32), vulgo “Diego” ou “Cabeça”, que já respondia por tráfico de
drogas. Na ocasião, a Polícia apreendeu uma pistola, três relógios, uma
pequena quantidade de crack e sacos plásticos para embalagem de drogas.
Conforme o delegado Joel Morais, além dos dois homens, uma mulher de
35 anos também foi identificada pelo esquema criminoso e segue sendo
investigada. Ainda segundo o delegado, a mulher transportava a droga de
Fortaleza para Baturité e a entregava para Weverthon, que fazia a
contabilidade e repassava os entorpecentes para Eldeson, que distribuía a
droga pela cidade e prestava conta com Wevertohn que, por sua vez,
repassava o dinheiro para a mulher. “Além de quebrarmos o ciclo
criminoso do repasse da droga, com a prisão do ‘Tete’, nós reduziremos
os índices criminais na região, principalmente os relacionados aos
roubos, pois ele é suspeito de financiar adolescentes infratores que
costumavam praticar assaltos na subida de Serra de Guaramiranga”, disse
Morais.
As investigações continuam a fim de identificar outros integrantes do
esquema criminoso. Para isso, a Polícia Civil conta com a ajuda da
população, pois essas prisões só foram possíveis devido a uma denúncia
anônima enviada à Polícia. A Delegacia Regional de Baturité
disponibiliza um número para denúncias para onde podem ser repassadas
informações que ajudem os trabalhos investigativos. As denúncias podem
ser feitas para o número (85) 99921-8236, por meio de mensagens, áudios e
vídeos. 
As informações também podem ser repassadas para o número 181, o
Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social
(SSPDS). O sigilo e o anonimato são garantidos.
(SSPDS)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *