Governo fecha acordo para instalar radares em 2.278 faixas de rodovias federais

Em breve, as rodovias federais de todo o País ganharão, nos próximos
dois meses, radares em 2.278 faixas não concedidas à iniciativa privada.
Isso foi resultado de um acordo envolvendo o Departamento Nacional de
Infraestrutura de Transportes (DNIT) e a União, sob a chancela da
Justiça Federal. As informações são do O Globo.
Em abril, o presidente Jair Bolsonaro suspendeu a instalação de novos
radares e, no mesmo mês, a Justiça determinou que a União não retirasse
radares eletrônicos e renovasse contratos prestes a vencer.
Segundo a sentença da juíza Diana Wanderlei, da 5ª Vara Federal em
Brasília, o DNIT tem um prazo de até 60 dias após a homologação do
acordo para apresentar estudos e instalar os radares nas áreas urbanas
de criticidades médias, altas e muito altas e nas áreas rurais de
criticidades altas e muito altas.
Em uma segunda fase, o órgão deverá apresentar um novo estudo em até 120
dias após a homologação, apontando a necessidade ou não da instalação
de radares em áreas urbanas de riscos baixos e muito baixos e em áreas
rurais de riscos médios, baixos e muito baixos.
Os novos radares farão o monitoramento de faixas em rodovias federais
não concedidas à iniciativa privada, ou seja, não cobrirão rodovias
estaduais, municipais ou federais administradas por empresas
contratadas.
 O Globo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *