Jovem de Ipu é ferida e marido morre em atentado a tiros em Varjota (CE)

Ela é natural de Ipu, ele de Varjota

 

Diego Marques Pontes, vulgo  “Diego CD’s”, 24
anos, natural de Varjota (CE), foi vitima de homicídio nesta segunda-feira (30/040,  por volta das 20h30m, na
conhecida Rua do Balneário na cidade de Varjota, zona norte do Estado do Ceará.

Uma jovem de 20 anos natural da cidade de Ipu (CE), esposa da vítima foi atingida pelos disparos. Ela foi socorrida  para o Hospital de Varjota e em seguida transferida para a
Santa casa de Sobral (CE).

Segundo informações da Polícia dois indivíduos chegaram na residência onde as vítimas estavam efetuando vários
disparos contra o casal. O homem morreu no local e a mulher foi
socorrida com vida para o Hospital.
Segundo a polícia, Diego que é ex-presidiário tinha passagem pela Justiça.

Prédio de mais de 20 andares desaba em São Paulo após incêndio

 
Um prédio de 26 andares no centro da capital paulista, onde viviam
50 famílias, desabou em chamas por volta das 3 horas de hoje (1º), após
ter sido atingido por um incêndio. O edifício, que ficava na Avenida Rio
Branco, na região do Largo do Paissandu, era ocupado por um movimento
social de defesa ao direto a moradia. 
O Corpo
de Bombeiros confirmou, até o momento, que uma pessoa morreu. Não há
informações oficiais sobre o número de desaparecidos. Uma faixa da
avenida Rio Branco foi tomada pelos escombros do edifício que desabou. 
Um
segundo prédio, próximo ao que desabou, também foi atingido pelo
incêndio. O edifício, no entanto, estava vazio e as chamas estão
restritas a um único andar. Cerca de 160 membros do Corpo de Bombeiros
atendem a ocorrência.
 
 
 
O Povo

Cerca de 43 mil cearenses ainda não prestaram contas com o Leão

Cerca de 43 mil cearenses ainda não entregaram a declaração do Imposto
de Renda 2018, segundo a Superintendência da Receita Federal no Ceará. A
expectativa da Receita é de que 635 mil contribuintes do Ceará prestem
contas ao Leão. No Brasil, são esperadas 28,8 milhões. 
O prazo para entregar a declaração termina às 23h59 desta segunda-feira
(30). Lembrando que esse prazo é apenas para quem tem restituição do
imposto a receber. No caso de imposto a pagar, os contribuintes devem
atentar para o horário do expediente bancário ou internet banking, uma
vez que o imposto devido deve ser quitado ainda nesta segunda-feira. 
“O mesmo ocorre com quem destinou o imposto aos fundos de infância. O
valor do imposto devido deve ser quitado junto com o envio da
declaração. Vale lembrar que mesmo os contribuintes que decidirem
parcelar o imposto devido, o vencimento da primeira parcela é nesta
segunda-feira”, explica Vítor Casimiro, auditor-fiscal da Receita
Federal no Ceará. 
Os sistemas estão recebendo em média 3.732 declarações por minuto,
ainda de acordo com a Receita. Os contribuintes que perderem o prazo
estarão sujeitos ao pagamento de multa de, pelo menos, R$ 165,74. O
valor máximo a ser cobrado para quem não declara é de 20% do imposto
devido.

Quem deve declarar?

  • Deve
    declarar o IR neste ano quem recebeu rendimentos tributáveis acima de
    R$ 28.559,70 em 2017. O valor é o mesmo da declaração do IR do ano
    passado.
  • Contribuintes que receberam rendimentos isentos,
    não-tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma tenha
    sido superior a R$ 40 mil no ano passado;
  • Quem obteve, em
    qualquer mês de 2017, ganho de capital na alienação de bens ou direitos,
    sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de
    valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas;
  • Quem teve, em 2017, receita bruta em valor superior a R$ 142.798,50 em atividade rural;
  • Quem
    tinha, até 31 de dezembro de 2017, a posse ou a propriedade de bens ou
    direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil;
  • Quem
    passou à condição de residente no Brasil em qualquer mês do ano passado
    e nessa condição encontrava-se em 31 de dezembro de 2017.
  • Quem
    optar pela declaração simplificada abre mão de todas as deduções
    admitidas na legislação tributária, como aquelas por gastos com edudação
    e saúde, mas tem direito a uma dedução de 20% do valor dos rendimentos
    tributáveis, limitada a R$ 16.754,34, mesmo valor do ano passado.

G1