Você está em: Home NACIONAL Mulher cria emboscada, mata gestante e tenta tirar bebê da barriga da mãe





Uma mulher foi presa na terça-feira (27) suspeita de realizar um parto forçado em uma gestante em Nerópolis, município localizado na Região Metropolitana de Goiânia (GO). A autora do crime engravidou há alguns meses, mas perdeu o bebê. No entanto, ela simulou ainda estar grávida e, na tentativa de sustentar a mentira, procurou uma gestante para obter um novo bebê. 


Suellen Coimbra do Carmo, de 27 anos, se identificou como Amanda para Nayara Silva da Costa, de 22 anos, e a convidou para uma suposta reunião de doação de roupas de bebês e móveis, na qual a vítima poderia ganhar um enxoval. Nayara aceitou o convite e as duas se encontraram em um terminal de ônibus da cidade, de onde seguiram de carro até o local do crime. 

Em sua residência, Suellen dopou a gestante e usou um bisturi para fazer o parto, mas bebê e mãe morreram durante o procedimento. O crime foi descoberto por um vizinho que foi chamado para fazer um buraco no quintal. 

A falsa gestante alegou que estava construindo uma horta e que, como estava grávida não poderia fazer muito esforços. O homem foi até o local e fez um buraco raso, afinal ele serviria apenas para a plantação de vegetais, mas Suellen disse que precisaria de um buraco de aproximadamente 80 cm. O vizinho achou estranho, mas cavou o buraco conforme pedido. Quando ele terminou o trabalho, ela afirmou que iria buscar cimento para colocar no buraco. O vizinho concordou, mas, achando a história muito estranha, chamou a polícia. 

A PM (Polícia Militar) foi até o local, mas Suellen não deixou eles entrarem. Eles realizaram mais uma tentativa de abordagem, se identificando como agentes dos Correios, e mesmo assim ela não quis abrir a porta. Neste momento, um policial pulou o muro da casa, mas já era tarde demais. Suellen já havia enterrado a gestante e o bebê dentro do buraco, e colocado cimento em cima.

Na delegacia, para tentar livrar sua culpa, Suellen contou que tomou um calmante que fez com que ela enforcasse a vítima até a morte. 
 Quando percebeu que Nayara havia morrido, ela resolveu fazer o parto sozinha com um bisturi e tirou a criança da barriga. Como se não bastasse, Suellen ainda afirmou que o recém-nascido estava com o cordão umbilical enrolado no pescoço, e que, ao cortá-lo a criança morreu em seguida.

Suellen já tem passagem na polícia por estelionato e tráfico de drogas. Ela foi transferida para o presídio e vai responder por duplo homicídio qualificado. 

(R7)
Caderno: NACIONAL
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire