Você está em: Home NACIONAL Lula chora em velório e homenageia ex-assessor

 




O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva chorou nesta sexta-feira (21) ao participar do velório do ex-assessor especial da Presidência Marco Aurélio Garcia, que morreu na quinta-feira (20), vítima de um infarto. A cerimônia aconteceu na Assembleia Legislativa de São Paulo.

Ao lado do filho de Garcia, Leon, e dos ex-ministros Celso Amorim e Roberto Amaral, Lula tocou o corpo do amigo e, aos prantos, fez uma declaração. "A carne se vai, mas as ideias, o humor e a beleza política continuam", afirmou.
A ex-presidente Dilma Rousseff também participou da cerimônia. "Minha vida fica menor sem ele", disse.

Lula comentou a crítica que fizera na véspera ao PSOL, quando disse que eles deveriam assumir uma prefeitura para deixar de "frescura". O ex-presidente disse que o tom não foi de ataque.
Para a presidente do PT, Gleisi Hoffmann (PR), a morte de Garcia "é uma perda muito grande, principalmente num momento difícil como este, do País, da política e do reposicionamento do PT".
Gleise aproveitou para dizer que tem esperanças de que a absolvição do ex-tesoureiro João Vaccari Neto em um dos processos da Lava-Jato se repita com Lula no caso do tríplex de Guarujá. Os processos "são muito parecidos", disse. Vaccari foi absolvido porque os juízes consideraram que a ação se baseava na palavra de delatores, e as provas não referendavam conduta criminosa

 Diário do Nordeste
Caderno: NACIONAL
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire