Você está em: Home NACIONAL Fiéis de igreja de Fortaleza se dizem surpresos com denúncia de assédio sexual de padre a garoto


O caso do padre que está afastado acusado de enviar “nudes” a um adolescente causou grande repercussão entre os fiéis da paróquia de Nossa Senhora da Conceição, do Bairro Conjunto Ceará, em Fortaleza. Em entrevista ao programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT, duas pessoas que trabalham na igreja se mostraram surpresas com as denúncias e as conversas de Whatsapp divulgadas na internet.

Participante da liturgia paroquial, Joaquim Brito fala que há anos trabalha na igreja, e que nunca tinha visto isso na paróquia. “Como a comunidade em si, está todo mundo surpreso. É um momento muito delicado para os fiéis e para nós paroquianos. Estamos de mãos atadas, e esperamos que os fatos sejam esclarecidos”, afirma. 

Uma das grandes preocupações do paroquiano é com a fé das pessoas que frequentam a igreja. “Trabalhamos com a fé do povo, e são pessoas que acreditam e têm fé, e também querem o retorno do que aconteceu. Só nos resta rezar para que tudo fique bem esclarecido para todos”, finaliza Joaquim.

A acusação

O padre Raimundo Nonato da Silva foi suspenso do uso de Ordem Sacra, conforme decreto expedido no dia 20 de abril. Imediatamente após a denúncia de assediar sexualmente de um jovem de 17 anos que trabalhava na igreja, a Arquidiocese de Fortaleza afastou o sacerdote da paróquia, conforme apurou o Tribuna do Ceará.

Desde os 13 anos, o adolescente, que atualmente está com 17 anos, prestava serviços à comunidade na paróquia Nossa Senhora da Conceição. Este ano, nos festejos de São José, as coisas começaram a mudar para o jovem, segundo ele conta.

“Eu comecei a trabalhar, e o novo padre pediu que eu continuasse com meus serviços. Logo ele começou a ‘dar em cima de mim’, e fiquei surpreso”, explica o jovem, que resolveu denunciar o caso.

O garoto apresentou fotos de um órgão genital, que teriam sido enviadas pelo padre via Whatsapp. Segundo ele, o religioso teria proposto a compra de um celular e dinheiro, para o caso de ficarem juntos.

Dois arcebispos já fizeram uma investigação da denúncia, e encaminharam a análise para o Vaticano, que tem dois meses para emitir um parecer. De acordo com o presidente do Tribunal Eclesiástico do Ceará, o padre Antônio Carlos, essa é a primeira denúncia do tipo desde que assumiu o cargo, em 2015.

Tribuna do Ceará
Caderno: NACIONAL
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire