Você está em: Home CEARA Oposição pode inverter chapa em 2018: Tasso, governador; Eunício, senador


As lideranças dos partidos de oposição ao Governo do Estado ampliam o número de siglas aliadas e trabalham para, em 2018, o senador Tasso Jereissati (PSDB) concorrer ao Governo do Estado, e o atual presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB), disputar à reeleição. ‘’Podemos ter uma chapa invertida em relação a 2014, quando o Tasso concorreu ao Senado e o Eunício ao Governo’’, prega o Presidente da Executiva Regional do PSDB, Luiz Pontes, presente ao encontro regional do PMDB, neste sábado, em Limoeiro do Norte, que marca a arrancada da oposição rumo às eleições do próximo ano.

O 1º Encontro Regional do PMDB em 2017, na Região do Vale do Jaguaribe, foi articulado com as lideranças estaduais do PSDB, Solidariedade, PMB, PSD e PR para discutir as ações do Governo Federal e os projetos de infraestrutura hídrica – como a Transposição de Águas do Rio São Francisco, e a dívidas agrícolas. A renegociação das dívidas tem por base a chamada Lei Eunício Oliveira. A lei disciplina condições para os agricultores pagarem os débitos, com abatimento de multas e juros.

Mesmo com uma pauta de temas nacionais, que abordam ações e projetos do Governo Federal no Ceará, o encontro puxado pelo PMDB com lideranças municipais do Vale do Jaguaribe tem outro foco: a corrida pelo Governo do Estado e pelas duas vagas ao Senado em 2018. As vagas estão abertas com o encerramento dos mandatos de Eunício Oliveira e José Pimentel (PT). Eunício é o nome da oposição para governador ou,se desejar, concorrer a um novo mandato ao Senado.

O encontro do Vale do Jaguaribe foi antecedido de uma reunião, na tarde dessa sexta-feira, na residência do vice-prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa, em Fortaleza, com os caciques do PSDB, PMDB, PMB, PSD, SD e PR. A reunião tinha por objetivo afinar o discurso a ser adotado pela oposição a partir da mobilização na Região do Vale do Jaguaribe.

‘’Vamos a todas as regiões do Estado e da Grande Fortaleza para mostrar o compromisso da oposição com um Ceará com menos desigualdades sociais, com menos discurso e mais ação, como tivemos quando o Tasso era governador’’, expôs Luiz Pontes, um dos articuladores do bloco de oposição e entusiasta da dobradinha Tasso, governador, e Eunício, senador. ‘’A Oposição está unida. Foi, assim, em 2014 e 2016 e caminhamos com essa unidade para 2018’, expôs o tucano.

União para buscar soluções

Logo após o encontro, o senador Eunício Oliveira concedeu entrevista à imprensa local e defendeu uma união para resolver problemas cruciais enfrentados pela população. Ele citou a questão da saúde que está difícil em todo o país e não somente resolver problemas pontuais como este ou aquele hospital, mas melhorar a saúde como um todo. Ao mesmo tempo defendeu uma maior atenção ao homem do campo, às pessoas de baixa renda, apontado para implantação do cartão social, aprovado em lei, que disponibilizará de R$ de 2 até R$ 9 mil para famílias de baixa renda para que elas melhorarem suas casas e suas vidas.

Ao se defender das acusações que pesam sobre ele num suposto envolvimento com a Lava Jato, Eunício desafia que seus inimigos vasculhem todas as instâncias para ver se tem algum “processo contra o senador Eunicio Oliveira”. Ao contrário o que vão encontrar será muito trabalho “deste senador” que comandou a renegociação de mais de 1.500 agricultores que estava inadimplentes em seus financiamentos por conta da seca. Vão encontrar também uma luta junto ao presidente Michel Temer para que este, na reforma da previdência não mexa com os agricultores. “Vou continuar defendendo esses agricultores”, disse.

O povo está se sentindo abandonado pela de saúde, educação e segurança pública. Nas regiões do interior ainda tem o agravante da seca, disse o senador, anunciando com alegria a conclusão da licitação para as obras do Eixo Norte da transposição do Rio São Francisco pelo Ministério da Integração Nacional. De sua iniciativa, tem liberação de recursos para o Ceará também, independente de posição política. São 116 milhões para o Governo do Estado aplicar no projeto Cinturão das Águas, mais quase 87 milhões para serem utilizados na instalação de sistemas de abastecimentos em municípios do Ceará. E também foi aprovada licitação para aquisição de 20 perfuratrizes para o Dnocs continue seu trabalho de buscar água no subsolo para abastecer comunidades rurais do Estado. 

Ceará Agora

Caderno: CEARA
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire