Você está em: Home CIDADE , IPU , PRINCIPAL , REGIONAL Ciclista venezuelano que está rodando o mundo passa por Ipu e sonha como mundo melhor


O desejo de deixar o país em crise política e o sonho de conhecer o mundo melhor levou um homem a superar os próprios limites. O ciclista venezuelano Guillermo Alejandra Sanches Belandria, de 27 anos, começou a rodar a América do Sul sobre duas rodas há dois anos e nesse período já pedalou 780 dias e pretende ir mais adiante atravessar o continente pelos portos do estado do Rio de Janeiro e ir até África e depois Europa.

Ele conta que chegou o Ceará pelo município de Granja, já esteve em Camocim, Jijoca de Jeriocoacoara, Viçosa do Ceará, e Serra da Ibiapaba entrando em Ipu pelo município de Guaraciaba do Norte, onde foi acolhido pelo Raimundinho, proprietário de uma loja de bike, onde recebeu manutenção e toda assistência dele o do mecânico Anderson. Guilhermo aproveitou a estadia na cidade e foi conhecer a Bica do Ipu, e hoje pela manhã seguiu viagem com destino agora ao Sertão do Ceará.

Guilhermo na cidade de Morros, no estado do Maranhão
Antes de entrar no estado do Ceará, o venezuelano formado em pedagogia e chefe de cozinha, entrou pelo Brasil pelo estado de Roraima, capital Boa Vista, passando por Santarém , rodovia Transamazônica, onde teve as maiores dificuldades, bicicleta furtada depois recuperada, atropelado por carreta e sequestrado,  mesmo assim seguiu viagem em direção ao estado do Maranhão, até chegar ao Ceará.

O ciclista em entrevista ao site IN, conta que está impressionado com o povo cearense, muito hospitaleiro, e só entrou no estado devido a curiosidade que teve após ler um poema de um escritor cearense ​ Bráulio Bessa que descreveu o Ceará de um jeito curioso.

Ciclistas da cidade de Ipu manifestam apoio ao venezuelano
"Meu objetivo é conhecer diversas opiniões, culturas e levar uma experiência de que se pode lograr um sonho e não precisa de todo o dinheiro do mundo, precisa só de pernas e muito espírito." diz Guilhermo     
Ao longo do percurso, o ciclista aprendeu a superar obstáculos. Sem patrocínio, ele vive de doações que recebe nos lugares por onde passa.  "Eu falei com minha mãe, que ia viajar 10 anos de minha vida, e espero voltar daqui 8 anos para minha casa, depois de viajar por todo planeta e depois e conhecer muita gente, porque tem mais gente boa no muito do que ruim" disse.

Com ajuda do ciclista Erivaldo, Guilhermo conheceu a Bica do Ipu

Ouça no áudio abaixo a entrevista concedida com exclusividade ao site



Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire