Você está em: Home NACIONAL Cearense é executada na frente do filho durante viagem em família no Piauí


A auxiliar de produção Lidiane Ferreira de 33 anos de idade foi executada com tiros na cabeça enquanto viajava com a família pelo Piauí. Lidiane estava há dois dias no município de São Bernardo, no estado vizinho, Maranhão, e se deslocava com o marido e o filho de apenas 10 anos para a sua cidade natal no estado do Ceará, Poranga. O filho testemunhou todo o crime. O delegado regional de Esperantina, Leonardo Alexandre, que atendeu a ocorrência, descreve as circunstâncias do crime.

"Ela chegou de Santa Catarina, onde mora, no dia três e foi para São Bernardo levar o filho para visitar o pai, seu ex-marido que mora na cidade. No dia seguinte ela seguiria para Poranga onde mora com o atual marido e o filho. Para isso, eles contrataram um motorista autônomo para fazer o transporte da família para o interior cearense. No caminho, quando se aproximavam da cidade de Morro do Chapéu três homens armados aguardavam próximo a uma lombada na estrada e forçaram a parada do carro. Um deles rendeu o motorista e pediu que ele abaixasse o rosto, enquanto os outros já se dirigiram ao banco traseiro onde ela estava e dispararam imediatamente na cabeça dela", relatou o delegado.
A mulher foi morta com pelo menos três tiros e absolutamente nada foi levado do carro. Segundo o delegado, os bandidos fugiram em outro veículo de cor branca no sentido contrário ao que seguia a mulher. "No momento do crime nós determinamos que as equipes realizassem diligência para localizar os bandidos mas neste caso em especial temos uma dificuldade maior. O fato ocorreu nessa região sem que ela tivesse nenhuma relação com o estado do Piauí. Ela apenas seguia de passagem com a família. Não tem nenhum vínculo com Esperantina, ou Morro do Chapéu, o que nos traz uma grande dificuldade para a investigação", explicou.
O filho de Lidiane, que presenciou tudo, foi socorrido pelo Conselho Tutelar da região, que prestou o primeiro atendimento no intuito de minimizar o trauma da criança. O pai, ex-marido de Lidiane, que mora no Maranhão, veio buscar o filho e prestou depoimento na delegacia de Esperantina.

"O pai relata que nunca teve nenhum tipo de problema com ela. Ele a descreve como uma pessoa de personalidade forte e o temperamento bem explosivo, mas explica que sua separação foi amigável e inclusive que tem uma boa relação com o atual marido da ex-mulher. A criança havia passado o dia anterior com ele e foi devolvida no horário combinado. A própria vítima tinha convidado ele para fazer a viagem junto com a família", conta o delegado.

O atual marido que estava no carro também foi ouvido e segundo o delegado o seu depoimento não apresenta elementos relevantes por ele não ser da região. O motorista do veículo também foi ouvido e liberado em seguida. Até o momento a Polícia não tem nenhuma suspeita divulgada pelo crime e mesmo depois de quase 12h de diligências ninguém foi preso.

"Imediatamente solicitamos o apoio da Polícia do Maranhão que vai contribuir com a investigação e eventualmente vamos precisar também do apoio da Polícia do Ceará para elucidar o crime que permanece sob nossa subscrição", concluiu o delegado.

Rayldo Pereira
rayldopereira@cidadeverde.com
Cidade Verde
Caderno: NACIONAL
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire