Você está em: Home NACIONAL Após invasão de ratos, condomínio de luxo em Campinas encontra mais de 80 cobras


Os cerca de 2.500 moradores do Residencial Shangrilá, um condomínio de alto padrão na cidade de Campinas (SP), estão sofrendo com uma infestação de cobras peçonhentas. Desde julho do ano passado, mais de 80 serpentes, todas venenosas, foram capturadas no local.

Por sorte, até agora, ninguém se feriu com gravidade. No entanto, os moradores estão mais assustados desde a última segunda-feira (20), quando uma senhora, que não teve o nome divulgado, caminhava com seus cachorros pelo condomínio e acabou pisando em uma cobra. Ela foi levada até o Hospital de Clínicas da Unicamp, onde permaneceu por 16 horas até ser liberada. Segundo a assessoria de imprensa do hospital, a mulher não foi inoculada pelo veneno.

Lorene Scheidt, presidente da Associação dos Moradores do Parque Residencial Shangrilá, contou que a moradora acabou sendo picada no calcanhar por uma cobra filhote.

"O problema é tão sério que temos já um roteiro caso algum morador seja picado. Testamos pela primeira vez na segunda-feira. A moradora foi imediatamente levada ao Hospital de Clínicas da Unicamp, onde passou por todos os exames e foi medicada, antes de receber alta", contou Lorene. Em caso de picada, o socorro precisa agir rapidamente, já que o ferido pode sofrer insuficiência renal e respiratória e até mesmo morrer.

Segundo a presidente da Associação, também há a suspeita de que um poodle tenha sido picado por uma cobra. O cachorro foi encontrado morto em uma das casas. A presidente conta que o problema com as serpentes se agravou em julho do ano passado, após um incêndio de grandes proporções ter consumido as plantações de milho que cercam o condomínio.

"Depois desse incêndio, tivemos uma infestação de ratos silvestres. Eles se espalharam por todos os lugares, nas ruas, nas piscinas, parecia filme de terror. E com os ratos, vieram as cobras, que são os predadores naturais desses animais", explicou. "Como medida de contenção, selamos as bocas de lobo. Mas, dentro do condomínio, tempos uma mata ciliar muito grande. Aqui tem todo tipo de animal: bugio, macaco-tucano, capivara. A cobra achou um ambiente bom. O pior é que em janeiro elas acasalam e em fevereiro dão cria", completou.

DivulgaçãoCobra é recolhida por moradores após ser encontrada em condomínio
A cascavel é a cobra mais comum no condomínio, mas os moradores já encontraram duas jararacas e uma coral, a mais venenosa. Segundo Paulo Anselmo Nunes Felippe, diretor do Departamento de Proteção e Bem-Estar Animal da prefeitura de Campinas, a situação está sendo monitorada pelo poder público. De acordo com ele, as cobras capturadas no condomínio são devolvidas à natureza, a cerca de 1 km do residencial.



"As cobras controlam os roedores daquela região. Elas estão no topo da cadeia alimentar. Se a gente for soltá-las em outro lugar, os roedores voltam", explicou.

A medida adotada pelo Departamento de Proteção e Bem-Estar Animal, porém, vem sendo questionada por alguns moradores. "Eles acham que as cobras voltam para cá, mas eu conversei com diversos especialistas que me garantem que as serpentes não têm esse tipo de memória. Acho que, na verdade, temos é muitas cobras vivendo aqui dentro do condomínio", disse Lorene.

Felippe entende que o problema das cobras é cíclico e que foi agravado pelo incêndio do ano passado. "O problema é que o condomínio fica na área rural, ao lado de uma grande plantação. Mas, agora, a tendência é a diminuição do número de cobras", falou.

Lorene Scheidt acredita que o grande problema foi a urbanização que causou um grande desequilíbrio ambiental na região. "Há 40 anos, aqui era uma fazenda conhecida como 'paraíso das cobras e reino das corujas'. Ou seja, desde aquela época as cobras já habitavam este lugar. Nós que viemos depois, invadimos o espaço e agora estamos sofrendo as consequências", disse.

Ainda como tentativa de conter o avanço dos animais, o condomínio está fazendo um trabalho de conscientização para que a sujeira gerada pelos moradores não atraia ratos e, consequentemente, mais cobras.

Oul Notícias
Os cerca de 2.500 moradores do Residencial Shangrilá, um condomínio de alto padrão na cidade de Campinas (SP), estão sofrendo com uma infestação de cobras peçonhentas. Desde julho do ano passado, mais de 80 serpentes, todas veneno... - Veja mais em https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2017/03/23/apos-invasao-de-ratos-condominio-de-luxo-em-campinas-encontra-mais-de-80-cobras.htm?cmpid=copiaecola
Caderno: NACIONAL
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire