Você está em: Home CIDADE , IPU , POLITICA LOCAL , PRINCIPAL Segurança Pública foi debatida na última sessão ordinária na Câmara de Vereadores

A segurança pública foi tema abordado pelos discursos de todos os 12 vereadores que utilizaram a tribuna durante a sessão ordinária da última quinta-feira (14/02) na Câmara Municipal de Ipu.  


O primeiro a abordar o assunto foi o vereador Eduardo Ximenes (PSD) que pediu aos colegas união entorno do problema. "Gostaria que o presidente solicitasse através de um requerimento a solicitação junto ao secretário de segurança pública, da instalação de um Quartel da Polícia Militar em Ipu." disse. "O efetivo da Polícia é pouco e gostaria de parabenizar a Polícia Militar na nossa cidade que vem fazendo o que é possível fazer" enfatiza.

Outro a abordar o tema foi o vereador Evaldo Gomes (PCdoB) que classificou a segurança pública no Brasil em estado de falência. "A segurança pública é dever do estado, más  não podemos ficarmos de braços cruzados esperando que o estado venha olhar por nós. Se a gente não correr atrás, ele não vem não! Podemos dar a nossa contribuição, reivindicando e até de uma certa forma cobrar aquilo que foi prometido na questão dos programas de segurança, para que retorne para a população." disse Gomes.

O vereador Nonato Filho (SD) também debateu o assunto cobrando união dos grupos políticos mais segurança pública para o município. "Temos que se unir independente de política, pode ser prefeito, governador ou presidente. Temos que está junto a população e eu estou para ajudar" disse.


Adriano Melo (PV) ressaltou que recolhesse o trabalho e esforços das Policias Militar e Civil em todo o estado do Ceará e suas deficiências em numero de efetivo, assim também como melhores condições de trabalho. "Nós como cidadãos  e representantes do povo e como parte da sociedade, estamos justamente para cobrar do governo do estado, essas medidas no que se diz respeito a questão de policiamento. Mas também reconhecemos que não só bastar o aumento do efetivo. E muitas vezes observamos que algumas pessoas defendem a tese de que o aumento de efetivo, o endurecimento das leis e encarceramento do infrator são medidas para minimizar e coibir essa insegurança que afronta  de uma maneira geral o pais, o estado e município. Infelizmente não temos estudos que possam potencializar as ações para irmos nas causas dessa violência. Sabemos que esse ciclo de aumento de efetivo, encarceramento e endurecimento das leis tem sido a mesma coisa de enxugar gelo" enfatiza.    
Ivo Sousa (PDT) também se associou aos demais edis nas indicações no que se diz respeito a segurança pública. "Literalmente o Ipu está sofrendo com um epidemia de insegurança, de assaltos, levando a toda sociedade ipuense o medo de não poder ficar mais em suas calçadas e ser refém da bandidagem. E essa onda de violência que anteriormente era apenas na cidade está se expandido para os interiores do município, que é mais preocupante. Dinheiro para investir na segurança não me diga que está faltando ! O senhor prefeito tem a obrigação de criar um projeto emergencial para contratação de mais guardas municipais" cobra Sousa.    

O parlamentar Hilton Belém (PSD) propôs a mesa diretora um requerimento de uma audiência pública com membro responsáveis pela segurança pública de Ipu para debater o tema com a sociedade. "Que possamos chamar a atenção das autoridades constituídas e a sociedade para discutir conosco os reclames e trazer soluções. Essa audiência pública é essencial." enfatiza.    

"Me uno a todos os meus colegas vereadores e temos que nós dar as mãos, para fazer com que o nosso esforço e apoio possa vim a dar mais segurança a cada cidadão ipuense. Temos também que se atrelar e se unirmos ao poder executivo, apesar do problema ser nacional, aqui no Ipu o problema não está apenas na zona urbana está se alastrando para a zona rural. Gostaria de fazer um apelo para protocolássemos um requerimento junto ao Governo do Estado, pedindo o aumento de contingente de policiais militares e civis. Para que os mesmos possam dar mais segurança a nossa sociedade." enfatizou o vereador Monga (PCdoB).


Genêcio Mororó (PMB) também entrou no debate e disse que não adianta apontar culpados e sim procurar solução imediata para o problema. "Não vamos dizer que a total responsabilidade é do senhor prefeito a maior parte é do governador do estado, más Sergio Rufino foi eleito para tomar as providências e melhorias para nosso município. E eu como vereador de oposição eu tenho que reivindicar é dele mesmo, então ele tem que ir atrás de onde for, do estado, e com os deputados dele. Nós vamos atrás dos nossos deputados procurar melhorias, porque ficar do jeito que está não tem condições.

A vereadora Olinda Martins (PCdoB) ressaltou que o povo não só quer discurso e sim ação. "Cada um de nós, cada ideia maravilhosa, então vamos juntar essas nossas ideias e vamos buscar e fazer o melhor para que o nosso Ipu e nosso povo possa a viver momentos de segurança, momentos de alegria. Quero me associar a cada palavra e cada projeto de indicação. disse a edil.

Elisafran Mororó (PR) enfatizou que a população clama por uma atitude onde o Governador do Estado está omisso. e que apesar da crise ser generalizado em nosso pais, o problema tem que ser visto aqui no município. "Entrei hoje com um pedido de aumento de efetivo de policiamento em nosso município. A nossa Policia está passiva não por incapacidade, mais sim pelo contingente pequeno que assola nosso município. Temos que ter um aumento no efetivo para que melhore nossas condições." disse.

A vereadora Arlete Mauriceia (PCdoB) também abordou o assunto afirmando que a segurança é um direito fundamental do cidadão e um dever do poder público conforme prevista na nossa constituição federal. "Como representante do povo independente de ser situação ou oposição, eu tenho a obrigação de cobrar melhoria da segurança pública no município de Ipu." o edil solicitou através de projeto ativação do Programa Pró-Cidadania na cidade de Ipu. "Nada mais salutar do que ativação desse magnifico programa para ajudar a afastar e inibir as ações dos delinquentes e consequentemente preservar a ordem pública" disse.          
               
O líder do governo na Câmara o vereador Asarias Araújo (PROS) informou que o Governo Municipal já está articulando ações de estratégica no combate a insegurança e melhoria na segurança pública do município. De acordo com o parlamentar o município irá contratar agentes de segurança e implementará Câmaras de segurança que monitorar as principais ruas da cidade. "O projeto está feito vão abrir a licitação. Estão as Câmeras já prego batido e ponta virada. Assim como eu quero que o processo seletivo para que seja esses agentes de segurança pública ou guarda municipais para aumentar o efetivo." disse.       


   
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire