Você está em: Home NACIONAL Cédulas falsas são colocadas à venda em site e anúncio garante qualidade

Notas de dinheiro falsificadas são colocadas à venda no site de compra e vendas OLX. Em uma publicação feita no dia 13 deste mês, o anunciante, que se identifica como Nelson Kiyoshi 144, faz uma espécie de propaganda do seu negócio ilegal. Em vídeo enviado ao G1, o anunciante mostra as características das notas e a forma em que são feitas, garantindo até a qualidade da falsificação.

O G1 tentou falar com a assessoria da Superintendência da Policia Federal no Piauí, mas ninguém foi encontrada para falar sobre o assunto. O site de compra e venda OLX informou que em breve vai se posicionar sobre o caso.

Em uma conversa também registrada pelo G1, por meio de mensagens em um aplicativo de celular, o homem explicou que o envio do dinheiro é feito pelos Correios, porque segundo ele, o detector da empresa de correspondência não identifica as notas. “Sou de São Paulo. Faço o envio via Sedex 10. Não tem problema. O raio X dos Correios não pega papel. Após o depósito, eu envio em até dois dias úteis. Mando lacrado e chega lacrado”, disse.

Por meio de nota, os Correios informaram que não aceitam a postagem de remessas contendo moeda de valor corrente, sendo essa uma restrição legal. Para garantir o cumprimento dessa norma, a empresa adota ações em conjunto com os órgãos de fiscalização para combater o envio e o recebimento de objetos ilícitos nas remessas postais.
"Essas ações são desenvolvidas com o uso de equipamentos de raios-x e espectrômetros de massa (que identificam substâncias por meio da análise de micropartículas). A inspeção ocorre de forma sistemática e conta com empregados dos Correios treinados e especializados nessa atividade que é executada em caráter reservado", disse a nota.

A empresa acrescentou ainda que, nos casos em que o processo de fiscalização identifica a presença de conteúdo proibido, os "Correios fazem a retenção do objeto e informam o órgão competente para adoção das medidas legais cabíveis. Por ser assunto relacionado com a segurança postal, a empresa não divulga detalhes dessas ações e nem estatísticas para não prejudicar o andamento das operações".
Em outro trecho da conversa, o anunciante afirma que o pagamento pode ser efetuado com depósito ou transferência bancária, mas a conta não chegou a ser informada pelo autor das mensagens. “Me passa seu endereço certinho aí. Cidade, bairro, ponto de referência, nome da pessoa que vai receber. Após isso, te passo a conta para a transação”, escreveu.

G1
Caderno: NACIONAL
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire