Você está em: Home NACIONAL Pedestres e motociclistas são 72% das vítimas de trânsito em Fortaleza


Pedestres e motociclistas são 72,7% dos mortos no trânsito em Fortaleza. Quatro a cada 10 pessoas que morrem em acidentes de trânsito são pedestres. Em 2015, das 315 vítimas do trânsito na capital cearense, 119 eram pedestres. O segundo grupo que mais sofre acidentes fatais é o de motociclistas, com 110 vítimas no ano passado (34,9%) do total.

Os dados foram divulgados nesta terça-feira (20) no Relatório Anual de Acidente de Trânsito, feito em parceria entre a Prefeitura de Fortaleza e a Bloomberg Philantropies. Ainda de acordo com o estudo, os passageiros são 15,6% das vítimas. No grupo de ciclistas, foram 16 acidentes fatais (5,1%).

Meio bilhão de reais na saúde
 
O objetivo do estudo, de acordo com a Prefeitura de Fortaleza, é orientar a política pública de segurança viária da capital, para reduzir o número de vítimas. Segundo o prefeito Roberto Cláudio, os acidentes de trânsito são uma "epidemia" que geraram custos de meio bilhão de reais em Fortaleza em 2015.

"Esse é um problema de saúde pública, uma epidemia de acidentes que precisa ser combatida e que superlota os nossos hospitais. É por isso que Fortaleza se junta à comunidade internacional num esforço global, liderado pelas Nações Unidas, na Década de Ação pela Segurança no Trânsito para reduzir o máximo o número de vítimas do trânsito até 2020", afirmou o prefeito de Fortaleza. 

Apenas o Hospital Instituto Doutor José Frota, unidade de Fortaleza que atende pacientes de todo o Ceará, foram mais de 23 mil atendimentos a pessoas acidentadas no trânsito no ano passado. Das pessoas que deram entrada no hospital, 67% foram motociclistas.

Para o coordenador de dados da iniciativa Bloomberg de Segurança Viária em Fortaleza, Ezequiel Dantas, o estudo pode ajudar a direcionar investimentos do poder público para reduzir o número de acidente.

"Esse é um dos eixos fundamentais para a construção de uma melhor segurança viária: coletar os dados de forma confiável para que a gente saiba onde é preciso intervir e de que forma, para reduzir as ocorrências."


G1
Caderno: NACIONAL
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire