Você está em: Home NACIONAL Após aprender a ler aos 74 anos, idosa monta 'escola' com voluntários

Ela cedeu espaço em casa para alfabetização de jovens e adultos, em GO. Aulas gratuitas ajudam a realizar sonhos: 'Trazem claridade', diz professor.


A aposentada Ana Ananias Pio realizou o sonho de aprender a ler e a escrever aos 74 anos de idade. Mas ela não se deu por satisfeita e, com a ajuda de voluntários, montou um espaço na casa em que mora, em Mineiros, no sudoeste de Goiás, para que outras pessoas também possam ser alfabetizadas gratuitamente.
Mãe de oito filhos, a idosa conta que sempre viveu na fazenda e não teve oportunidades para estudar. Mesmo assim, esse era um sonho que ela nunca deixou de lado. “Tudo o que eu ia fazer tinha que ficar pedindo ajuda para os outros. Chegava no mercado e para comprar algo tinha que procurar alguém. Eu perguntava quanto custava e diziam que o preço estava escrito ali. Eu via que estava escrito, mas não sabia”, conta ela, que continua estudando.

A realização do sonho de Ana começou quando o professor voluntário Cícero Ferreira bateu na porta da casa dela para falar sobre um projeto para alfabetização de jovens e adultos.
“O nome da iniciativa é Vagalume, pois eles levam claridade para onde há escuridão. E a leitura, o conhecimento trazem essa claridade. Imaginem uma pessoa que não sabe ler e escrever. Ela é considerada ‘cega’”, afirmou o professor.


O projeto era desenvolvido em um centro comunitário de uma igreja da cidade, mas o espaço passou a ser usado em outras atividades e a alfabetização ficou sem um local fixo. Foi aí que Ana decidiu montar uma escola improvisada na garagem de casa.

As aulas são ministradas uma vez por semana e são muito aguardadas pelos alunos. “Antes chegava um papelzinho lá em casa e eu não sabia ler. Ainda não estou muito boa para escrever cartas, essas coisas, mas na leitura e responder pequenos textos eu já sei direitinho”, comemora outra aluna do projeto, Eva Arantes Alves, de 73 anos.
A aposentada Malvina Celestina de Sousa, de 83 anos, a aluna mais velha do grupo, diz que nunca é tarde para começar a estudar. “Acho que tem que ter coragem. Tendo isso, vai”, destacou.
O professor diz que, apesar dos ensinamentos que passa adiante, é ele quem sai com mais lições de vida. “Eu já era humilde e me tornei ainda mais estando com eles, pois ali tem muita humildade. É uma simplicidade muito grande e vontade de aprender”, afirma.

G1
Caderno: NACIONAL
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire