Você está em: Home NACIONAL PM aposentado reage a assalto e mata criminoso



Neste último domingo (20) um criminoso de 26 anos foi morto por um policial militar aposentado de 58 anos durante um assalto no bairro João Mota em Caruaru (133 km de Recife). De acordo com a Polícia Militar, a esposa do policial estava acompanhada da filha e as duas aguardavam um táxi quando foram surpreendidas e abordadas por dois bandidos armados. Segundo informações, o militar aposentado percebeu a ação criminosa e perseguiu a dupla onde deu voz de prisão, mas os marginais não obedeceram e tentaram reagir. 


Um dos criminosos identificado como Felipe Henrique Rodrigues Freitas, conhecido popularmente como “Pão Doce” foi baleado pelo policial aposentado no ombro direito e ainda foi socorrido por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) ao Hospital Regional do Agreste (HRA), mas o meliante não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo na unidade médica. Seu corpo foi recolhido e encaminhado ao Instituto de Medicina Legal (IML) da cidade. 

Já seu comparsa conseguiu empreender fuga tomando rumo até então ignorado e levou a bolsa e dois celulares das vítimas. Ainda segundo informações, Felipe era usuário de drogas e já havia sido preso, além de ser suspeito de ter cometido um assassinato. 
O caso foi registrado na Delegacia de Polícia Civil da região que trabalha na tentativa de localizar o assaltante que fugiu.

 Repórter Cidades / Plantão Policial
Caderno: NACIONAL
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire