PEC que proíbe candidatos sem diploma pode impedir nova candidatura de Lula

 
Se aprovada pelo Congresso, uma
proposta de emenda à Constituição vai proibir candidatura a quem não tiver
ensino superior. O texto, apresentado em março, impediria, por exemplo, a volta
do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao Palácio do Planalto. Apresentada
em 15 de março pelo deputado Irajá Abreu (PSD-TO), a proposta foi assinada por
190 deputados, 19 a mais do que o necessário. Irajá é filho da ministra da
Agricultura, Kátia Abreu, aliada da presidente Dilma Rousseff. O texto é
assinado por nove petistas, entre eles os deputados Marco Maia (RS), Pepe Vargas
(RS) e Sibá Machado (AC). Na justificativa, Irajá diz buscar “estabelecer um
patamar superior” para os representantes.

 De acordo com ele, “a disponibilidade
de conhecimentos integrados por uma visão acadêmica pode propiciar com maior
efetividade uma visão mais profunda da realidade brasileira”. O deputado diz
ainda que hoje muitos integrantes do Legislativo possuem dificuldade de
leitura, “o que impede que os membros atuem de modo efetivo nas suas funções
constitucionais”. O texto abre uma exceção para aqueles sem graduação. Quem já
é senador, vereador ou deputado federal, estadual ou distrital e não possui
ensino superior poderia se candidatar novamente ao mesmo cargo.

Tramitação da PEC do Diploma – A
proposta aguarda apreciação na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara,
que ainda não começou os trabalhos de 2016. Se aprovada a admissibilidade na
CCJ, a Câmara cria uma comissão especial para analisar a PEC. O colegiado tem
40 sessões plenárias para votar um parecer. Se for positivo, a proposta vai a
plenário. Lá são necessários três quintos dos deputados, ou seja, 308 votos,
para aprovação. O texto é votado em dois turnos e, se aprovado, segue para o
Senado. Lá, a PEC também passa pela Comissão de Justiça e pelo plenário,
igualmente em dois turnos.

 Brasil pos

2ª Copa de Futsal Farias Sport Modas: Rei do Frango campeão nos pênaltis

Foi encerrado ontem, sexta-feira (29/04) a 2ª Copa de Futsal Farias
Sport Modas a final foi entre as equipes do Postos Lima Versos Rei do Frango. 
Em uma partida bastante disputada a empresa Rei do Frango, de propriedade do empresário Antônio Raimundo, sagrou-se campeã vencendo nos pênaltis a equipe do Postos Lima, após empatar no tempo normal  por 7X7.
Antes da final aconteceu um jogo preliminar o futsal Feminino entre as equipes Estrelas Versus Corintianas. 
Galeria de fotos

 

Leiam também 

Banda de Música Maestro Lázaro Freire da cidade de Ipu se apresenta em Sobral no Theatro São João

A Banda de Música Municipal Maestro Lázaro Freire da cidade de Ipu se apresentou em Sobral no Theatro São João no evento Abril Musical 2016 – Encontro de Orquestras.
Além da banda de música de Ipu se apresentaram na noite desta quinta-feira (28/04) a Banda Municipal Maestro Lázaro Freire da cidade de Poranga (CE), regida pelo ipuense Diecks Araújo.

A banda de música de Ipu apresentou cinco peças musicais: Melópeo (Dobrado), Pot-pourri de Roupa Nova, Sir Duke, Mas que Nada arranjo de Neohiro Iwai e Trombone Boogie composição e arranjos de Andy Clark com adaptação do maestro Jorge Nobre, regente da banda de Música de Ipu.

Assista no vídeo abaixo duas das cinco peças apresentas pela Banda de Ipu, no Theatro São João em Sobral (CE).

Faltam medicamentos nas unidades de saúde do interior do Ceará


Abril está acabando e ainda não foi concluído o processo da primeira
compra centralizada de medicamentos da atenção básica e secundária entre
os municípios e o governo estadual, por meio da Coordenadoria de
Assistência Farmacêutica (Coasf), da Secretaria da Saúde do Estado
(Sesa), referente à programação de 2016. Resultado: nas cidades do
Interior, a população sofre com a escassez dos remédios que são
distribuídos gratuitamente.
Os gestores municipais reclamam do atraso na entrega dos medicamentos
por parte da Sesa. O que não falta é queixa de ambos os lados. No fim da
manhã de ontem, cinco moradores voltaram da farmácia municipal sem
remédios prescritos por médicos das unidades de Saúde.
Sofrimento
A população pobre é a que mais sofre. Francisco Noé de Souza,
agricultor, não conseguiu antibiótico e anti-inflamatório para um irmão
que sofreu um acidente. Marcone de Souza, comerciário, buscava um
remédio em falta há vários meses para a mulher, que sofre de diabetes.
Esses são exemplos que se repetem diariamente em Iguatu e na maioria dos
municípios do Interior. Segundo o secretário de Saúde do município de
Crateús, Ângelo Nóbrega, a irregularidade na distribuição dos
medicamentos foi agravada nos últimos três anos. “Antes, o Estado era
modelo, mas desde 2013 que o programa vem desandando e há muito atraso”,
disse.
Ângelo Nóbrega observa que o desabastecimento é constante, ocasionando
problemas para os gestores. “A população joga a culpa nos municípios e
em alguns casos há exploração política, mas a responsabilidade é do
Estado”, frisou. “O elenco de medicamentos, a cobertura médica e a
demanda cresceram, mas o Estado não se equipou de forma técnica e
administrativa para acompanhar essa evolução”.
Sem receber ainda a primeira cota referente a 2016, os estoques estão
chegando ao fim. Muitas cidades ainda têm crédito referente ao último
trimestre de 2015 de medicamentos para receber. Em Iguatu, por exemplo,
havia cerca de R$ 130 mil. Na semana passada, liberaram um reparte no
valor de R$ 100.
O atraso aumenta o custo dos municípios, que são os responsáveis pelo
envio de um carro para receber os lotes liberados. “Em vez de vir de uma
vez, há liberação mensal”, observa o coordenador de Assistência
Farmacêutica de Iguatu, Adriano Saraiva. “A programação trimestral
somente é atendida parcialmente, por isso, os atrasos se acumulam ao
longo do ano”.
Ângelo Nóbrega observa outro problema: “além do atraso, os medicamentos
geralmente enviados são aqueles que já existem no estoque e os outros
continuam em falta”, frisou. A secretária de Saúde de Iguatu,
Vanderlúcia Felipe Lobo, questionou que a falta e o atraso no envio de
determinados medicamentos podem custar a vida do paciente.
O pagamento na compra centralizada é automático e adiantado, pois a Sesa
faz o desconto segundo programação pactuada com os municípios. Em
Iguatu e outras cidades, colírios para glaucoma, insulina para
diabéticos e medicamentos de uso controlado para pacientes com
distúrbios mentais e para convulsão estão em falta há vários meses. Até
da atenção básica – diabetes e hipertensão – e xaropes com frequência
faltam.
Sorte
Em Quixadá, no Sertão Central, encontrar remédios de atenção básica nos
postos de distribuição é questão de sorte. A secretária de Saúde alega
que o repasse é feito a cada três meses. Mas, neste ano, nenhum lote de
medicamento chegou ao município. A população vive a incerteza de
encontrar remédio. É o caso da aposentada Maria Jucilene Alves.
Hipertensa, ela alega que já teve que comprar do próprio bolso os
remédios que usa para controlar a pressão arterial e que deveriam ser
distribuídos pela rede pública. “Nem toda vez que venho buscar tem
remédio”, diz.
Devido ao atraso no repasse trimestral dos medicamentos, faltam remédios
para hipertensão, diabetes, anti-inflamatórios e até soro oral. A
informação foi confirmada pela assessora da Secretaria da Saúde, Bruna
Bezerra. Ela disse que a pasta se reuniu com a comissão da Secretaria de
Saúde do Estado (Sesa) para tentar solucionar o problema. “Nós sabemos
que esse é um problema grave e, por isso, fomos cobrar uma solução. A
equipe tem conseguido com o restante dos medicamentos que sobrou do
último repasse, feito ainda em 2015, contornar alguns casos, mas nem
sempre isso é possível.
Em Crato, na região do Cariri, a realidade é a mesma. Segundo secretário
da Saúde do Município, Alexandre Almino de Alencar, o atraso de alguns
medicamentos pode ultrapassar doze meses. O titular da pasta explica que
a Prefeitura “se vê de mãos atadas” frente a esse problema que
prejudica, sobretudo, pacientes que precisam de remédios de uso
contínuo, como da diabetes e antidepressivos.
Compra
Das 184 cidades cearenses, 181 fazem parte da pactuação. A compra é
feita em grande quantidade o que garante o poder de barganha do Estado.
No entanto, devido às licitações, problemas de logística e outros
entraves à remessa dos remédios esta atrasa bastante. “Quando a gente
espera que cheguem 80% dos remédios, chegam apenas 50%”, disse Alencar.
A Sesa informou que, no último dia 12 deste mês de abril, foram
repassados diferentes medicamentos a Iguatu. Informou, ainda, que a
insulina já foi adquirida e no início da próxima semana será liberada
aos municípios.
No dia 14 de abril, a Câmara Técnica da Assistência Farmacêutica,
formada por gestores e técnicos da assistência farmacêutica do Estado e
por representantes das secretarias de saúde dos municípios, reuniu-se
para programar a liberação de medicamentos. Ontem, houve nova reunião
para definir o programa.
Diário do Nordeste

Carro capota após bater em traseira de caminhão e motorista fica ferido

Acidente foi na CE-187 na entrada do município de Ipu.
Motorista do caminhão disse que foi surpreendido pelo impacto da batida. 

Um grave acidente aconteceu agora por volta dás 21h00, na avenida José Carvalho de Aragão, bairro Alto da Boa Vista, nas imediações das Barreiras, CE-187.

Um veículo modelo Ecosporte, cor vermelho, placa de Fortaleza, vinha sentindo Ipueiras/Ipu, segundo informações o condutor do caro de passeio bateu na traseira de um caminhão que seguia no mesmo sentido.  A PM de Ipu atendeu a ocorrência, e realizou os
procedimentos cabíveis.

O carro ficou totalmente destruído. O motorista foi levado
para o Hospital Municipal Dr. José Evangelista, em Ipu, com ferimentos graves.

Com informações e fonte: Repórter Francisco José
Fotos: Radialista Adriano Pereira

Adriano Melo pede esclarecimentos sobre a empresa que presta serviço de limpeza pública no município

O vereador Adriano Melo (PV) pediu na tribuna da Câmara Municipal de Ipu, na sessão da última terça-feira, (26/04), esclarecimentos sobre a empresa que presta serviço de limpeza pública no município de Ipu.
 
De acordo com o vereador a limpeza pública no município de Ipu está uma verdadeira calamidade “Eu queria convidar aos profissionais e o responsável pela empresa OGC, para vim a está Casa Legislativa, ou se assim quiser o Secretário de Infraestrutura, para explicar o povo ipuense, qual a estrutura que tem a empresas à serviço do município.” sugeri o edil.
De acordo com Melo os serviços pagos pelo Município de Ipu a essa empresa são no valor mensal de R$ 187.924,46. “Para fazer os serviços de coleta irregular de resíduos sólidos, coleta de Entulhos, podação, varrição das vias, roçada e capinação na área urbana da sede e dos distritos” disse E
Adriano questiona na Tribuna quem está negligenciando: “A prefeitura que não compra da empresa ? ou a empresa que não está fazendo o seu serviço completo?. Nós precisamos saber, precisamos ter uma planilha detalhada de quanto custa essa serviços, de quantos profissionais estão empregados, e toda essa estrutura precisa ser definida.” disse. No ano de 2015 a Prefeitura pagou a OGC Serviços de Limpeza Ltda, a quantia de R$ 2.067.169,06, outra soma vultuosa que nós precisamos entender.” indaga
Melo indagou que algumas pessoas querem transferir a responsabilidade para o povo, alegando que o carro passa agora, e amanhã já tem lixo de novo.  “Falta de comunicação do poder público com a população, definindo os dias, que vai ter coleta de lixo em cada bairro. Definir no dia que vai ter coleta de lixo em cada rua. Explicando onde é que o cidadão solicitar um carro, pra fazer o recolhimento do entulho.” 

Avó mantém neto de 2 anos amarrado em frente à loja

Uma mulher tem deixado o neto amarrado em frente à loja da família a fim de evitar que o menino, de 2 anos, fuja do local. O caso foi registrado em uma região na cidade de Xiamen, na China. 

 De acordo com o People’s Daily Online, um pedestre fotografou a criança amarrada no local na última sexta-feira (22). Segundo ele, vizinhos contaram que essa é uma cena frequente: todos os dias ele fica preso por, pelo menos, uma hora.

Em sua defesa, a mulher de sobrenome Zheng afirma que as vendas da loja dão lucro suficiente apenas para alimentar a família e, por isso, eles não têm condições de mandar o menino para uma escolinha. 

No entanto, o motivo de deixá-lo amarrado surpreende. “Ele é muito danado”, diz ela à imprensa local. “Às vezes eu tenho que fechar a loja para fazer entregas. Eu não consegui pensar em outro jeito de fazer isso”.

A mãe do menino separou-se do pai dele e foi viver em outra cidade. Diante do caso, psicólogos alertaram que a forma como a criança está sendo criada pode afetar sua saúde mental no futuro. ( Sul)

 Rede TV.UOL

Alunos são premiados em festa de encerramento dos Jogos Escolares de Ipu 2016

Após uma semana de disputas, o Instituto Kairós
foi o grande
vencedor no resultado geral dos Jogos Escolares.

Na noite de quinta-feira (28/04), na Praça de Iracema, foi realizada a cerimônia de premiação dos campeões dos Jogos Escolares 2016, fase municipal. Na festa estavam presentes o vereador presidente do Legislativo Municipal Zeca Rufino, a Secretária Municipal de Educação, Terezinha Rufino, além da equipe de secretários e vereadores, pais, professores, alunos e convidados. 
Na oportunidade, foram entregues os troféus para as equipes dos colégios que conquistaram o terceiro, segundo e primeiro lugares nas diversas modalidades disputadas. 1ª Lugar: Instituto Kairós; 2ª Lugar: Patronato Sousa Carvalho e 3ª Lugar: Escola Profissionalizante Antônio Tarcísio Aragão.
O chefe da gabinete, representando o prefeito Sérgio Rufino,
recebeu das mãos da Secretária de Educação, uma Menção Honrosa.

Dentre as escolas da rede municipal de ensino a Escola Murilo Rocha Aguiar tirou em primeiro lugar e também foi premiada com troféu e kit esportivos. 1ª Lugar Geral das Escolas Municipais: Deputado Murilo Rocha Aguiar, com 4 medalhas de ouro, 3 de pratas. Segundo Lugar: Delmiro Gouveia, 3 medalhas de ouro e uma de prata e outra de bronze.

Quadro de Medalhas final

Veja também
Tabela geral dos jogos (Clique aqui)
Campeões coletivos (Clique aqui)

Galeria de fotos

STF confirma bloqueio de 60% da verba do Fundef até que repasse aos professores seja resolvido

O Supremo Tribunal Federal (STF) manteve, nesta quinta-feira (28), o bloqueio de 60% dos R$ 361 milhões pagos pelo Governo Federal para quitar a dívida do Governo Federal com a Prefeitura de Fortaleza referente ao Fundef (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério, atual Fundeb), no período de 2002 a 2006. 

 No dia 12 de dezembro de 2015, a Prefeitura de Fortaleza recebeu os R$ 361 milhões da dívida e anunciou que destinaria a verba a obras na área de Saúde e Educação. No entanto o advogado da Associação dos Professores de Estabelecimentos Oficiais do Ceará (Apeoc), Vicente Aquino, explica que, por lei, 60% de toda a verba destinada ao Fundef deve ser repassada aos professores. 
 A Prefeitura defendeu que já havia pago o valor antecipadamente. O embate foi levado à Justiça. Na primeira instância, no Tribunal Regional Federal da 5ª Região, no Recife, o desembargador federal Élio Wanderley de Siqueira Filho decidiu pelo bloqueio de 60% da verba para evitar “destinação indevida”.
A Prefeitura recorreu ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) e, em última instância, ao STF. “A Prefeitura perdeu no Recife, foi ao SJT, perdeu e, em Brasília, no STF, perdeu de novo. Essa foi uma vitória sem precedentes para o magistério cearense”, afirma Vicente Aquino.
Agora, com a verba já garantida. Aquino explica que a Prefeitura e os professores devem se reunir para definir os detalhes do processo de pagamento. A reunião ainda não tem data prevista. 
 Disputa – O Ministério Público Federal investiga a origem do recurso e a legalidade de investi-lo em outras áreas que não a Saúde. Neste ínterim, os advogados da Associação dos Professores de Estabelecimentos Oficiais Ceará (APEOC), Vicente Aquino, Tibério Cavalcante e Aldairton Carvalho, acionaram a Justiça Federal e conseguiram o bloqueio de 60% – quantia referente aos professores – até que o destino da verba seja esclarecido.

 Ceará News 7

Acusado de tentativa de homicídio é morto a tiros quando estacionou o carro para ir a júri popular

 Na manhã desta
última quinta-feira (28) um homem de 35 anos acusado de tentativa de
homicídio foi assassinado a tiros quando estacionou o carro para ir a um
júri popular no Fórum localizado na avenida Alagados em Santa Maria (29
km de Brasília). De acordo com as primeiras informações, o indivíduo
identificado como Rafael Wanderson Otaviano era réu em um processo de
tentativa de homicídio qualificado ocorrido em 08 de agosto de 2010. 

No
dia do crime Rafael e seu comparsa identificado como Galba Rogério
Otaviano da Silva que está preso pelo mesmo crime teriam atirado
diversas vezes contra uma pessoa desarmada que estava trocando o pneu na
QR-103 de Santa Maria. Ambos negavam o crime. Já nesta última
quinta-feira Rafael teria acabado de estacionar o veículo no prédio do
Fórum e falava ao telefone com o advogado quando um carro parou ao seu
lado e seus ocupantes começaram a efetuar os disparos. Segundo a Polícia
Militar, houve mais de 50 tiros e o réu morreu no local do crime.
 O
julgamento foi suspenso e ainda não há informações se foi cancelada as
outras atividades do Fórum.
 A Polícia Civil investiga o caso e trabalha
na tentativa de identificar os autores do crime. 
 
Repórter Cidades / Plantão Policial