Professores recebem o rateio do Fundeb na Justiça

Os professores Raimundo José Aragão Martins e Arlete Mauricéia de Carvalho Lima Farias, tiveram que recorrer à Justiça para receberem o abono do FUNDEB relativo a 2010. Os chegues foram entregues aos professores durante uma cerimonia realizada pela prefeitura no último dia 10 de Abril, no ginásio da Escola Estadual de Ensino Profissionalizante Antônio Tarcísio Aragão.

Os professores, que não participaram do evento de entrega do abono, alegam que após procurarem receber seus cheques na Secretaria de Educação, tiveram a informação do secretário, que os mesmos se encontravam no Gabinete do Prefeito e que só seriam entregues pessoalmente pelo prefeito, o que obrigava aos dois professores segundo eles a uma situação no mínimo constrangedora.

Inconformados com tal situação, os professores ingressaram na Justiça com um Mandado de Segurança, através do advogado Dr. Junior Pereira, e obtiveram liminar favorável determinando que o pagamento do abono fosse feito imediatamente, sob pena de uma multa diária no valor de R$ 1.000,00 em caso de descumprimento.

Ontem, dia 27 de maio, 47 dias depois da entrega oficial do abono, o Ministério Público, através do Promotor Dr. Braz Saldanha, que convocou a subsecretária de educação Regina Ângela Martins Passos, a buscar os dois cheques no gabinete do prefeito e efetuar o pagamento dos mesmos no Fórum local, no gabinete do Senhor Promotor de Justiça.


Os dois professores estão decididos a impetrarem uma Ação de Execução da multa que foi imposta pela liminar e outra Ação de Danos Morais, contra o senhor Prefeito Municipal e o senhor Secretário de Educação, para cobrarem responsabilidades dos mesmos por essa arbitrariedade de que foram vítimas.

Informações Blog Orai de Ipu

13 respostas para “Professores recebem o rateio do Fundeb na Justiça”

  1. a arlete ñ sei, + o rdo. jose ja se ofereceu duas vezes pro prefeito; esse foi q ñ quis. sou gafanhoto c mto orgulho, e tenho as gravaçoes; diz que é mentira, raimundao?

  2. Parabéns aos professores Raimundo José e Arlete pela conquista judicial. Pena que para se fazer valer um direito tão básico seja preciso acionar a Justiça. Ao meu ver (como leigo), houve, no mínimo, falta de bom senso por parte do gestor público. Afinal, por que não efetuar o pagamento de uma forma simples e objetiva? Condicionar esse pagamento única e exclusivamente à participação do professor a um evento cheio de pompas me parece um tanto autoritário e a resposta (por meio judicial) foi bem dada! Adiante… (Ricardo Aragão)

  3. Com relação ao comentário que eu teria "comido" a metade do dinheiro referente ao abono dos professores Raimundo Jose Aragão Martins e Arlete Mauriceia de Carvalho Lima Farias, tenho a esclarecer o seguinte.
    1. Sou um profissional inscrito na Ordem dos Advogados do Brasil e cumpro rigorosamente a tabela de honorários estipulada pela OAB.
    2. No caso em tela, esclareço a você que fez esse comentário e a todos os leitores deste site, que jamais cobraria nenhum tipo de honorário para defender uma causa tão justa. Pelo contrario, me orgulhei muito de ser amigo desses dois corajosos professores, e quantas vezes precisarem, estarei apostos para defendê-los de atitudes arbitrarias e covardes como essa que foi praticada pelo atual gestor municipal.
    Atenciosamente,
    Dr. Junior Pereira – Advogado

  4. Senhores moderadores,

    Gostaria de informar aos leitores deste site que o comentário anônimo a meu respeito não passa de uma grande MENTIRA.
    Desafio o anônimo que a publicou a tornar publico as gravações, você tem a minha autorização e o dono do site tem ampla e total liberdade para posta-la.

    Um abraço a todos,
    Professor Raimundo Jose Aragão Martins

  5. Tomara que o DR Junior Pereira tenha mais honorarios a receber da ARLETE E RAIMUNDO JOSÉ referente aos danos morais e o descumprimento da ordem judicial que o GESTOR ARBITRARIO PONTES descumpriu retendo o dinheiro dos dois.

    ARROXA DR. JUNIOR PEREIRA!!!

  6. E SOBRE A REUNIÃO DE PLANEJAMENTO DOS PROFESSORES NA ESCOLA TECNICA DE IPU Q O PREFEITO PARTICIPOU TENTANDO FAZER OS PROFESSORES DE IDIOTAS E CHAMANDO-OS LITERALMENTE DE BURROS, O Q O IN TEM A NOTICIAR?
    Anônimo
    29 de maio de 2011 12:56
    A profesora Arlete foi dar uma de vereadora e foi logo repreendida PELO PODER MAXIMO DE IPU,o qual alertou q ela ali era apenas uma PROFESSORA. Assim sendo, ele ficou ciente de que ela NÃO É UMA SIMPLES BONECA DE PORCELANA…

    PROFESSORES UNAM-SE EM UM GRANDE MOVIMENTO, VCS TEM CACIFE PRA ISTO!!!

  7. Meu querido povo de Ipu hoje vejo que boneca anda e
    fala, a prova maior disso é a Arlete. Você foi demais parabéns, só vc para representar tão bem nss classe.

  8. A Arlete não esta fazendo igual a Carmem Pinto, que de defensora dos profesores (lembra da época do Delmiro Golveia) passou, depois de eleita vereadora, a ser defensora de prefeito corrupto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *